Divulgação
Divulgação

'Lula, o Filho do Brasil' está sendo visto como é, afirma Paula Barreto

Família mostra esperança na recuperação do diretor, em coma desde janeiro

Roberta Pennafort, AE

23 de setembro de 2010 | 16h54

 Paula Barreto, irmã de Fábio Barreto e produtora de 'Lula, O Filho do Brasil', acredita que "finalmente ele está sendo visto como o que é: nada além de uma boa história, um bom filme" - e não uma peça de propaganda política. "Talvez seja o mais adequado para nos representar, porque agrada muito aos estrangeiros. Rodei muito (em festivais), fui a Guadalajara, Nova York, Londres... Eles ficam alucinados, porque é uma história de superação, um épico. Não acreditam que foi feito com US$ 6 milhões, rodado em oito semanas."

Veja também:

link

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.