Phil McCarten/ Reuters
Phil McCarten/ Reuters

Lucrecia Martel dirigirá novo espetáculo de Björk em Nova York

'Colaborar em um show de Björk é um passaporte para o Século 22', afirmou a diretora argentina

Lucila Sigal, Reuters

07 de fevereiro de 2019 | 10h44

A multi-premiada diretora de cinema argentina Lucrecia Martel dirigirá o novo espetáculo musical da cantora islandesa Björk no The Shed, um novo espaço artístico de Nova York.

“Sinto-me muito orgulhosa de poder trabalhar junto com uma das mulheres mais inovadoras do mundo da música. Colaborar em um show de Björk é um passaporte para o Século 22”, disse Lucrecia, diretora de O Pântano (2001), A Menina Santa (2004) e A Mulher sem Cabeça (2008), após o anúncio.

O espetáculo, chamado Cornucópia, utilizará arranjos musicais ao vivo, tecnologias digitais e projeções visuais deslumbrantes e contará com um coro e um grande elenco musical que inclui o grupo de flautas Viibra.

Serão oito apresentações, que acontecerão entre 6 de maio e 1º de junho de 2019 e inaugurarão a sala The McCourt do novo centro cultural The Shed da cidade norte-americana.

Considerada pelo The New York Times como “um dos olhares mais importantes do cinema da América Latina”, Lucrecia, cineasta de 52 anos nascida na província de Salta, no norte argentino, recebeu a proposta após o sucesso de crítica de seu último filme, Zama (2017), baseado em uma novela do compatriota Antonio Di Benedetto.

O The Shed, espaço cultural que abrirá as portas no dia 5 de abril, foi construído diante do porto de Manhattan e conta com um projeto arquitetônico inovador pelas possibilidades oferecidas por seus espaços móveis.

 

Mais conteúdo sobre:
Lucrecia MartelBjörk

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.