Longa de Suzana Amaral é bem recebido em Brasília

Uma Vida em Segredo, longa-metragem dirigido por Suzana Amaral a partir de um romance de Autran Dourado, foi bem recebido pelo público do Festival de Brasília. A história simples, de uma moça que sai da fazenda e não se adapta à vida na cidade, foi acompanhada com interesse e emoção pela platéia do Cine Brasília. O autor mineiro Autran Dourado esteve, na sexta-feira, acompanhando a projeção e disse à Agência Estado que havia gostado do filme, ?apesar de ser muito diferente do livro que escrevi?. Suzana disse que o escritor lhe havia dado inteira liberdade para alterar a história. Uma Vida em Segredo é um antigo projeto de Suzana Amaral, que tentava filmar o livro desde 1990. Só agora foi possível realizar esse sonho. A diretora é conhecida por outra adaptação literária. A Hora da Estrela, uma adaptação do livro de Clarice Lispector que venceu o Festival de Brasília em 1985. Na ocasião, recebeu 11 candangos (a estatueta do festival), um número recorde de premiações para o mesmo filme.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.