Divulgação
Divulgação

Longa 'Carol' lidera indicações ao Spirit Awards

Prêmio homenageia os maiores destaques do cinema independente feitos por até 20 milhões de dólares e, com frequência, se tornam fortes candidatos ao Oscar

Reuters

25 de novembro de 2015 | 18h33

A história de amor lésbico Carol despontou como franca favorita à premiação de cinema independente Spirit Awards ao receber seis indicações, e Spotlight, filme sobre os abusos sexuais da Igreja Católica, e Beasts of No Nation, suspense de guerra do canal online Netflix, foram indicados em cinco categorias cada no início da temporada de prêmios de Hollywood.

Carol, que trata de uma jovem de Nova York que se apaixona por uma mulher mais velha e casada, irá competir como melhor filme, o principal prêmio do festival Spirit, ao lado de Spotlight, da animação em stop-motion Anomalisa, Beasts of No Nation e Tangerine, que aborda os profissionais sexuais transgênero.

Os cineastas das cinco produções foram indicados a melhor diretor, além de David Robert Mitchell pelo sucesso de terror Corrente do Mal.

O Spirit Awards homenageia os maiores destaques do cinema independente feitos por até 20 milhões de dólares, e com frequência reconhece filmes que se tornam fortes candidatos ao Oscar.

Os longas Birdman e o 12 Anos de Escravidão conquistaram a estatueta nos dois últimos anos e em seguida levaram o Oscar de filme do ano.

Cate Blanchett e Rooney Mara, ambas no elenco de Carol, irão competir pelo prêmio de melhor atriz, um fato raro para atrizes em um mesmo filme. Elas ainda enfentarão Brie Larson (Room), Bel Powley (The Diary of a Teenage Girl) e a atriz transgênero Kitana Kiki Rodriguez (Tangerine).

 

Tudo o que sabemos sobre:
CinemaCate BlanchettCinema

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.