Longa brasileiro 'Não Por Acaso' estréia em festival na Espanha

Filme, que teve 100 mil espectadores desde a estréia no Brasil, é apresentado na seção oficial do evento

EFE,

07 de novembro de 2020 | 14h32

O longa brasileiro Não Por Acaso, do diretor carioca Philippe Barcinski, foi exibido nesta terça-feira, 20, na seção oficial do 33º Festival de Cinema Ibero-americano de Huelva, na Espanha. Com nomes como Rodrigo Santoro, Leonardo Medeiros e Graziella Moretto, o filme foi apresentado na seção oficial e teve 100 mil espectadores desde a estréia no Brasil, em junho. Não Por Acaso foi rodado em São Paulo e gira em torno de dois homens controladores e obsessivos: Ênio, um engenheiro de trânsito interpretado por Leonardo Medeiros; e Pedro, um obcecado por sinuca que vê a vida como o jogo e está preocupado apenas em melhorar sua técnica. Barcinski ficou conhecido por seus curtas-metragens A Escada (1996), Palíndromo (2001) e Janela Aberta (2002), que receberam mais de 40 prêmios. O diretor começou a trabalhar no cinema com 14 anos como ajudante de direção no filme Leila Diniz, de Luiz Carlos Lacerda. Não Por Acaso, o primeiro longa-metragem de Barcinski, recebeu o Hugo de Prata de melhor diretor revelação no Festival de Cinema de Chicago (Estados Unidos) e foi reconhecido no Festival de Cinema de Recife. O Festival de Cinema Ibero-americano de Huelva também terá o longa O Ano em que Meu Pais Saíram de Férias, de Cao Hamburguer, escolhido para ser o representante brasileiro na disputa por uma indicação a melhor filme estrangeiro no Oscar 2008.

Tudo o que sabemos sobre:
Não Por AcasoEspanha

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.