Londres homenageia Fellini com duas mostras

O diretor Federico Fellini está sendo homenageado com duas retrospectivas simultâneas em Londres, uma promovida pelo Instituto Britânico de Filmes (BFI, na sigla em inglês) e outra no Instituto Cultural Italiano, que mostra trajes e fotografias. O BFI vai mostrar alguns dos filmes mais famosos do diretor, incluindo aquela que é considerada a sua primeira obra-prima, I Vitteloni, de 1953. Considerado um dos cineastas mais visionários que surgiram na época do pós-guerra, Fellini levou o cinema a um novo patamar de intensidade biográfica, transformando suas experiências cotidianas em arte surrealista.Embora tenha originalmente saído da escola neo-realista, a excentricidade de suas caracterizações e seu absurdo senso de comédia o diferenciaram de seus contemporâneos, como Vittorio de Sica ou Roberto Rossellini.Seu estilo adquiriu características tão distintas que levou a criação do termo "felliniano" para descrever situações parecidas com as mostradas em seus filmes. A exibição promovida pelo Instituto Italiano, chamada Fabulosamente Fellini, traz 13 trajes de seus filmes incluindo o famoso vestido negro usado por Anita Elkberg em La Dolce Vita (1960).A retrospectiva de filmes mostra também seus trabalhos mais consagrados como Amarcord (vencedor do Oscar de filme estrangeiro em 1975), Casanova e Fellini 8 ½.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.