Mario Anzuoni|Reuters
Mario Anzuoni|Reuters

'Lion' conta a história de menino que se perde da família e luta para achá-la

Nicole Kidman disputa Oscar por seu papel no longa

Antonio Martín Guirado, EFE

30 Janeiro 2017 | 19h21

LOS ANGELES - A atriz australiana Nicole Kidman disse que suas filhas Faith Margaret e Sunday Rose, de 6 e 8 anos respectivamente, são sua “força propulsora”, e foi o instinto materno que a conduziu a Lion – Uma Jornada para Casa, uma história que fala de amor incondicional. “Quero passar a maior parte do tempo possível com elas, confessou a atriz que foi indicada pela quarta vez para o Oscar por sua atuação em Lion.

“É um dilema para nós, mulheres, não perdermos de vista a independência e os objetivos profissionais e temos de encontrar um equilíbrio. Mas a base da minha vida é proteger minhas filhas. É um instinto primário.”

Em Lion, filme de Garth Davis baseado em fatos reais, o pequeno Saroo, de 5 anos, se perde em um trem e acaba percorrendo milhares de quilômetros pela Índia, longe de sua casa e família. O menino terá de aprender a viver só em Calcutá, até um casal australiano o adotar. E 25 anos depois, contando apenas com suas lembranças e as possibilidades oferecidas pelo Google Earth, ele começa a procurar sua família perdida.

Nicole Kidman representa Sue Brierley, a mãe adotiva do menino. “É uma mulher muito especial com uma história linda. Eu a conheci e ela abriu seu coração para mim.”

Nicole reconhece que a história lhe tocou por que também é mãe de Isabella e Connor, de 24 e 22 anos, adotadas quando era casada com Tom Cruise. “Eu e Sue compartilhamos o amor incondicional que sentimos por nossos filhos.”

Lion – Uma Jornada para Casa se baseia no livro Um Longo Caminho para Casa e tem no elenco Dev Patel, Rooney Mara, David Wenham e o menino Sunny Pawar. O filme foi indicado para seis Oscars: filme, ator e atriz coadjuvante, fotografia, trilha original e roteiro adaptado. “É uma produção otimista que foi feita na Austrália e Índia. A reação nos festivais tem sido decisiva. E vem encontrando uma grande receptividade do público, explicou ela.

Nicole Kidman não perde de vista papéis de figura materna uma vez que, em junho, estará trabalhando em The Beguille, novo filme de Sofia Coppola, ao lado de Elle Fanning e Angourie Rice. “Adoro ser mãe e gostaria de ter tido mais filhos.” / TRADUÇÃO DE TEREZINHA MARTINO

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.