Hannah McKay/ EFE
Hannah McKay/ EFE

Lindsay Lohan terá de cumprir mais 125 horas de serviço comunitário

Atriz deve concluir sua liberdade condicional, que cumpre desde 2007, se estiver em conformidade com a ordem do tribunal

Eric Kelsey, Reuters

26 de fevereiro de 2015 | 11h00

A atriz Lindsay Lohan foi condenada nesta quarta-feira, 25, a prestar 125 horas adicionais de serviço comunitário como parte de sua liberdade condicional, disse sua advogada após uma controvérsia sobre se ela executou o trabalho. 

Lohan, que não estava presente na audiência em Los Angeles, terá até 28 de maio para concluir as horas adicionais de serviço à comunidade como parte de sua sentença decorrente de um acidente de carro em 2012 perto de Los Angeles, disse a advogada Shawn Holley.

A atriz de 28 anos deve concluir sua liberdade condicional, que cumpre desde 2007, se estiver em conformidade com a ordem do tribunal. Lohan foi originalmente ordenada a completar 240 horas de serviço comunitário, além de reabilitação e psicoterapia como parte de um acordo de 2013.

Mas o promotor da cidade de Santa Monica, Terry White, tinha dito que Lohan apresentou um relatório com créditos insuficientes de trabalho comunitário.

A estrela de Meninas Malvadas bateu seu Porsche contra um caminhão de lixo na cidade litorânea de Santa Monica enquanto se dirigia ao set do filme Liz & Dick e depois mentiu para a polícia.

Lohan foi presa no passado por dirigir embriagada e roubo antes do acidente de 2012.

Tudo o que sabemos sobre:
Lindsay Lohan

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.