Norman Jean Roy/AP/Vanity ?Fair
Norman Jean Roy/AP/Vanity ?Fair

Lindsay Lohan fala à 'Vanity Fair' sobre julgamento e drogas

Reportagem sai no próximo número da revista e foi realizada em julho, antes de sua prisão

AP,

31 de agosto de 2010 | 13h32

Lindsay Lohan admite ter errado no passado, na entrevista de capa do próximo número da revista Vanity Fair, que sai em setembro nos EUA. A reportagem foi realizada em julho, antes de a atriz de 24 anos começar a cumprir a sentença de 14 dias de prisão. Lindsay se defendeu, argumentando que era jovem e curiosa e que andava com pessoas equivocadas.

 

"Muita gente ficava ao meu lado por motivos equivocados", disse Lindsay. "Muitas pessoas estavam comigo por, você sabe, a festa", disse Lindsay

 

A protagonista de Meninas Malvadas, Herbie, Meu Fusca Turbinado, entre outros, foi sentenciada em julho a 90 dias de prisão por violar sua liberdade condicional em relação a uma acusação de dirigir embriagada e posse de cocaína. Foi libertada após cumprir 13 dias de prisão. Depois, passou por 23 dias internada em um centro de reabilitação.

 

Apesar de tudo, Lindsay confia em sua capacidade e no seu futuro. "Não me importa o que digam. Sei que sou boa atriz".

 

Na entrevista também falou de assuntos como seu pai, Michael Lohan, sobre quem disse: "Creio que meu principal objetivo é superar o trauma que meu pai causou em minha vida". A atriz comentou a confusão de ver seu pai chorar no tribunal por ela e em seguida falar com a imprensa.

 

A jornalista Nancy Jo Sales, que escreveu o artigo, disse que Lindsay se emocionaou quando falou sobre a presença de sua irmã menor, Ali, no julgamento. Lindsay disse que ver sua irmã chorar partiu seu coração.

Tudo o que sabemos sobre:
Llindsay Lohan

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.