Danny Moloshok/Reuters
Danny Moloshok/Reuters

Lindsay Lohan está 'morta de medo' de ir para cadeia, diz mãe

Atriz foi condenada a 90 dias de prisão por não cumprir termos de liberdade condicional

REUTERS

09 de julho de 2010 | 19h30

Lindsay Lohan está "morta de medo" de ir para a cadeia e planeja apelar com um novo advogado da sentença de 90 dias de prisão que recebeu, disse sua mãe Dina Lohan.

"É uma guerreira e até o resultado final não vamos nos render", disse Dina ao programa de televisão Entertainment Tonight durante entrevista que irá ao ar nesta sexta-feira, 9.

"Acho que é o momento de ter outro advogado só para ver o caso de outro ângulo e para o controle de danos", acrescentou, indicando que sua filha esperava apresentar uma apelação.

A sentença de três meses da atriz de "Meninas Malvadas" está prevista para começar em 20 de julho. Ela foi condenada por uma juíza de Beverly Hills, que determinou na terça-feira que Lohan, de 24 anos, não havia participado das aulas sobre os malefícios do álcool impostas a ela quando foi presa em 2007 por dirigir embriagada.

A advogada de Lohan deixou o caso na quinta-feira, horas depois de divulgar um comunicado classificando a sentença como "severa e injusta".

A advogada Shawn Chapman Holley não justificou o abandono do caso, mas Dina Lohan sugeriu que a equipe da atriz não estava contente com o andamento do processo.

Lohan ficou assustada com a sentença, soluçando no tribunal durante a audiência que foi transmitida ao vivo pelo site de celebridades TMZ.com.

"É muito difícil, não estamos dormindo bem, não estamos funcionando. Choramos muito e nos abraçamos muito. Está petrificada, todos estamos. Estamos com raiva. Desiludidas com o sistema", afirmou Dina Lohan.

(Reportagem de Jill Serjeant)

Mais conteúdo sobre:
GENTELOHANMEDO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.