Reprodução de 'Toy Story 4' (2019) / Disney-Pixar
Reprodução de 'Toy Story 4' (2019) / Disney-Pixar

'Lightyear': relembre a trajetória de Buzz nos filmes 'Toy Story'

Animação que estreia nesta quinta, 16, mostrará personagem que teria dado origem ao brinquedo; relembre algumas cenas marcantes do patrulheiro espacial

Redação, O Estado de S.Paulo

16 de junho de 2022 | 10h00

Buzz Lightyear, um dos principais personagens dos filmes Toy Story, inspirou uma nova animação da Pixar, Lightyear, que estreia nesta quinta-feira, 16, nos cinemas. O Estadão relembra - com spoilers das histórias anteriores - a trajetória do brinquedo patrulheiro espacial até então. 

Após o primeiro longa da série, em que Buzz e Woody têm uma relação conturbada, mas acabam tendo que se virar como dupla, nos seguintes os roteiros trazem a dupla de amigos se separando no decorrer da trama, mas ficando juntos no final. A exceção é o quarto filme, em que acabam se despedindo e seguindo caminhos diferentes. 

Toy Story (1995)

Na estreia da franquia, Buzz Lightyear surge como um dos protagonistas, sendo o novo brinquedo do jovem Andy, até então fanático pelo boneco do caubói Woody. Inspirado em um patrulheiro intergalático - cuja história será contada em Lightyear, mas até então era desconhecida - ele não sabe que é um brinquedo, e age como se tivesse em um planeta desconhecido e realmente precisasse de sua roupa especial e suas armas laser. 

Sentindo falta da atenção de Andy e com ciúme de Buzz, Woody tenta sabotá-lo, fazendo com que seja esquecido em uma pizzaria. Quando a família para o carro em um posto de gasolina, porém, Buzz reaparece e, irritado, briga com Woody, fazendo com que ambos caiam do veículo e fiquem pra trás. Nesse momento, o caubói grita: "Você é um brinquedo!", mas o colega não dá bola. 

Longe do dono e com dificuldades para trabalharem juntos, Buzz e Woody se metem em outras confusões acabam na casa do problemático Sid, vizinho de Andy. É nesse local que acontecem algumas das cenas mais marcantes, como a em que percebe que, de fato, é apenas um brinquedo. 

Ao passar em frente a uma TV sintonizada em sua própria propaganda, descobre que suas funções são de uma linha de bonecos produzidos aos milhares. Sem aceitar o fato, ele abre suas asas e tenta voar em direção a uma janela, mas acaba caindo e perde um de seus braços. Nesse momento, é 'resgatado' por Hannah, a irmã de Sid, que o chama carinhosamente de Dona Marocas. Em outra cena, age como um bêbado ao ser confrontado por Woody. 

'Ilhados' em território inimigo, os dois passam a cooperar para tentar retornar a Andy. Quando Sid vai explodir Buzz amarrando-o em um fogo de artifício, Woody se une a outros brinquedos vítimas do garoto e salva o amigo. A dupla ainda sai pelas ruas com a ajuda de um carrinho de controle remoto para chegar ao carro de Andy, que está de mudança. 

Toy Story 2 (1999)

Na primeira sequência, quatro anos depois, Woody acaba sendo roubado por um aficcionado por brinquedos, descobrindo que faz parte de uma série rara lançada com base em um seriado de TV dos anos 1950. Ele encontra a caubói Jessie, o cavalinho Bala no Alvo e o velho Mineiro, que serão vendidos junto com ele para um museu fora do país. Woody, porém, quer voltar para Andy, o que atrapalharia os planos de seus colegas, já que seriam entregues como uma coleção única, e Mineiro acaba se revelando um vilão. 

Na busca por Woody, Buzz Lightyear comanda os outros brinquedos de Andy. Eles acabam indo à loja de brinquedos de Al (citada brevemente no primeiro filme, na cena em que Buzz assiste à propaganda), o 'sequestrador' de Woody. No estabelecimento, se depara com um corredor inteiros de brinquedos iguais a ele. Ao conversar com um, acaba se vendo numa situação parecida com a de Woody anos antes: tem de revelar ao novo Buzz que ele é apenas um brinquedo, e não um patrulheiro espacial. Porém, acaba ficando preso em uma embalagem, impedido de ajudar Woody. 

Um dos pontos altos do filme é a referência a Star Wars. Na cena em que o astronauta luta contra seu arqui-inimigo Zurg em cima de um elevador, o herói brada: "Eu nunca desistirei! Você matou meu pai!". "Não, Buzz, eu sou seu pai", diz Zurg, claramente inspirado no diálogo entre Darth Vader e Luke Skywalker em O Império Contra Ataca. 

Toy Story 3 (2010)

Lançado 15 anos depois do longa original, Toy Story 3 se passa quando Andy deixou de ser um menino para se tornar um jovem de 17 anos às vésperas de sair de casa para fazer faculdade. Já sem ligar muito para seus brinquedos há tempos, decide levar apenas Woody consigo para a vida adulta, como uma lembrança. O restante dos brinquedos é colocado em um saco e quase vai parar no caminhão de lixo, mas conseguem fugir e se colocam em uma caixa de doações para uma creche.

Animados com a possibilidade de brincar com crianças novamente, mudam de ideia quando descobrem a agressividade com a qual os pequenos tratam os brinquedos. Sonhando em rever Andy, Woody se separar do grupo, mas acaba ficando pelo caminho e para nas mãos da garotinha Bonnie, amorosa e que se afeiçoa a ele. 

Buzz Lightyear fica com os outros brinquedos, e, na posição de líder, vai em busca do urso Lotso, que recepciona e comanda os brinquedos do local. Porém, o astronauta descobre que os brinquedos que já estavam lá não eram tão bons quanto pareciam. Lotso resolve convidar Buzz para o "clube dos bacanas" e ter regalias, mas ele recusa: "Não posso aceitar. Somos uma família e ficaremos juntos". Revoltados com a postura de Buzz, os brinquedos da creche resolvem resetá-lo à configuração padrão de fábrica, fazendo com que Buzz perca a memória e se torne um mero policial cumpridor de ordens. Por isso, durante parte do filme, o até então herói se torna parte do grupo de vilões, ainda que sem saber. 

Resgatado pelos amigos, um erro faz com que, em vez de reconfigurá-lo plenamente, transformem-no num boneco que fala espanhol. O problema só é resolvido quando, em um lixão, uma antiga televisão caia sobre ele, fazendo com que volte ao normal. Os brinquedos velhos de Andy conseguem escapar da creche e voltar para casa antes que ele vá para a faculdade. Ele acaba doando todos para Bonnie, ainda que não pretendesse se livrar de Woody.

Toy Story 4 (2019)

No quarto longa da série, os brinquedos embarcam numa viagem de trailer com a família de Bonnie. Garfinho, um novo personagem, que tem fixação em ir para o lixo, já que foi feito com materiais reutilizaveis e não sabe que é um brinquedo, acaba se perdendo pelo caminho, e Woody se separa de Buzz e do resto para ir ajudá-lo. 

Sem saber bem o que faz, Lightyear se lembra de uma conversa que teve com Woody na noite anterior e decide "ouvir a sua voz interior" para tomar decisões - ou seja, apertar os botões com mensagens pré-gravadas que tem em seu uniforme. Tudo parecia correr bem, até que ele é atingido por uma porta e acaba se tornando prêmio em uma barraca de tiro ao alvo, onde conhece a dupla Coelhinho e Patinho. 

Woody, por sua vez, passa por um antiquário e por um parque em que se depara com brinquedos perdidos, incluindo Betty, a quem não via há tempos. No fim das contas, a dupla acaba se separando de novo, quando Buzz volta para Bonnie e Woody decide ficar no parque com a antiga companheira. 

 

 

Tudo o que sabemos sobre:
Pixarsérie e seriadoanimação

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.