Lição de afeto no mundo mix

Preste atenção no nome do diretor:Ferzhan Ospetek. Ele segue a trilha de Pedro Almodóvar em Tudosobre Minha Mãe, que já falava sobre novos conceitos de amor efamília no mundo mix. Ospetek retoma o discurso em Um Amorquase Perfeito, seu belo filme que estréia amanhã. Belonão quer dizer perfeito. Você poderá perceber os defeitos. Nempor isso deixará de envolver-se com os personagens e assituações. Margarita Buy faz a mulher traumatizada pela morte domarido num acidente. Ela descobre, com grande espanto, que eletinha outra. Descobre, com espanto maior ainda, que a outra, naverdade, é outro. O marido tinha um caso com outro homem. Entraem cena Stefano Acorsa. Faz uma dupla, essa sim, perfeita comMargarita. Ela não é a devastadora Paz Vega de Lucia e o Sexomas é atraente e sexy num registro de mulher madura. E étalentosa, Margarita. Stefano também cria com sensibilidade umpersonagem ambivalente. Tem physique du rôle num papel difícil -o do homem que agrada a homens e mulheres. Pois assim como seduziu o marido, ou foi por eleseduzido, Stefano vai seduzir a mulher. No começo, ela queragredi-lo. Entra com estranhamento nesse universo de gays,lésbicas, travestis e aidéticos. Vencido o preconceito, começa afazer dessas pessoas a sua família. Ele faz a mesma viagem emoutro sentido. Numa cena, vai à casa do ex. Não é preciso umapalavra para que Stefano compreenda (e o espectador também) aduplicidade do amante. É um filme sobre gente sofrida, que vive à margem damargem (e, às vezes, até da imagem). Ospetek quis mostrar queninguém consegue conhecer uma pessoa completamente. Numa cenatocante, os personagens cantam Gracias a la Vida, de VioletaParra. Agradecem o quê, se aparentemente não têm nada aagradecer? O final é delicado, a maneira como o diretor deixa ofilme em aberto, sugerindo um happy end.Serviço - Um Amor quase Perfeito (Le Fate Ignoranti) - Drama.Dir. Ferzan Ospetek. Fr-It/2001. Dur.105 min. 18 anos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.