Carlo Allegri/ Reuters
Carlo Allegri/ Reuters

Leonardo DiCaprio também devolve obras de Picasso e Basquiat em investigação de lavagem de dinheiro

Ator já havia devolvido um Oscar vencido por Marlon Brando

Reuters

18 de junho de 2017 | 17h54

Além de um Oscar ganho por Marlon Brando, obras de arte de grandes nomes como Picasso e Basquiat foram devolvidas por Leonardo DiCaprio para investigadores dos Estados Unidos que apuram uma suposta lavagem de dinheiro feita por um fundo de investimento estatal da Malásia.

O quadro de Picasso Nature morte au crâne de taureau, com valor estimado em mais de US$ 3 milhões, e a obra de Basquiat Redman One, avaliada em US$ 750 mil, são alguns dos itens que o ator disse ter aceitado como presentes para um leilão de caridade e que teve como origem pessoas ligadas ao fundo 1MDB. As informações foram divulgadas pela imprensa norte-americana neste fim de semana

Em julho, a empresa de produção de Hollywood Red Granite foi acusada por meio de um processo civil dos EUA de usar US$ 100 milhões que os promotores disseram que foram desviados do fundo 1MDB para financiar em 2013 o filme O Lobo de Wall Street, estrelado pelo próprio DiCaprio.

DiCaprio disse em outubro que ele estava cooperando com a investigação e que devolveria quaisquer presentes ou doações provenientes de fontes questionáveis.

A Fundação Leonardo DiCaprio, criada em 1998, apoia uma série de projetos ambientais.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.