Leonardo DiCaprio diz que é necessário ajudar a África

O ator Leonardo DiCaprio, que passou meses em Serra Leoa rodando seu novo filme, Diamante de Sangue, disse que considera necessário ajudar o continente africano, em coletiva de imprensa em Madri, na Espanha, onde o longa foi exibido nesta sexta-feira.DiCaprio, que atua no papel de um ex-mercenário africano e traficante de diamantes, mostrou que está muito comprometido a auxiliar países menos favorecidos."É preciso continuar ajudando a África porque eles não têm as coisas básicas. Se você não estiver muito inteirado disso (os problemas cotidianos da população como a aids, a falta de alimentos e de água) é muito difícil que veja que as pessoas estão ajudando a mudar", afirmou o ator americano.O filme, dirigido por Edward Zwick e ambientado na guerra civil de Serra Leoa em 1999, mostra a busca de um diamante rosa por Danny Archer (DiCaprio) e Salomon Vandy (Djimon Hounsou) para contar como os conflitos armados são financiados com recursos obtidos por meio do tráfico dessas pedras preciosas.Tanto DiCaprio como Hounsou foram indicados, respectivamente, ao Oscar de melhor ator e melhor ator coadjuvante. Jennifer Conelly, que em 2001 recebeu o prêmio da academia de melhor atriz coadjuvante, vive uma jornalista que tenta ajudar os protagonistas.Leonardo DiCaprio é o ator eternamente lembrado por seu papel romântico em Titanic, de James Cameron, filme de maior bilheteria da história. Ele mudou, no entanto, seu perfil ao atuar em dois filmes de Scorsese: Gangues de Nova York e O Aviador, que lhe rendeu uma indicação ao Oscar, na cerimônia em que foi acompanhado da então namorada, a super top brasileira Gisele Bündchen. Além de estrelar Diamante de Sangue, ele também pode ser visto atualmente nas telonas do País em Os Infiltrados, de Scorsese.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.