Leilão sobre Tintin arrecada US$ 1,2 milhão em Paris

Um leilão de objetos relativos ao personagem belga de quadrinhos Tintin obteve mais de 1 milhão de euros (1,23 milhão de dólares), disseram organizadores na segunda-feira.

REUTERS

31 de maio de 2010 | 18h26

A série criada pelo desenhista Hergé (pseudônimo de George Rémi) se tornou uma das histórias em quadrinhos mais conhecidas do mundo. Seus 24 livros venderam 200 milhões de exemplares em mais de 50 idiomas.

Colecionadores têm enorme apetite por qualquer item relativo ao aventureiro repórter investigativo e seu fiel cachorrinho branco. Em 2008, a capa original de "Tintin na América" foi vendida por cerca de 750 mil euros.

O leilão de sábado incluiu 230 itens de cerca de 70 colecionadores. Alguns deles nem a fundação Moulisart, que cuida do legado de Hergé e foi copatrocinadora do leilão, sabia que existiam.

O total arrecadado foi de 1.072.110 euros. O maior lance foi o de 243.750 euros por dois desenhos do livro "O Cetro do Rei Ottokar".

(Reportagem de Sophie Taylor)

Tudo o que sabemos sobre:
ANIMACAOTINTINLEILAO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.