Labaki comemora dois anos de <i>É Tudo Verdade</i> na TV

No É Tudo Verdade desta terça-feira, no Canal Brasil, Amir Labaki apresenta o documentário Dona Helena, sobre a grande violeira Helena Meirelles. O filme vai ao ar às 23h40. Cinco minutos antes, o próprio Labaki faz a apresentação da personagem e da diretora Dainara Toffoli, com quem conversa antes da exibição do filme.Com seu Festival Internacional de Documentários É Tudo Verdade, Labaki com certeza contribuiu, e muito, para o desenvolvimento de uma cultura do documentário no País. Dando um passo adiante, ele levou o É Tudo Verdade para a TV paga, numa parceria com o Canal Brasil. O programa completa nesta terça dois anos.Neste tempo todo, o É Tudo Verdade exibiu, no Canal Brasil, 125 títulos de longa, curta e média-metragem, sendo 84 inéditos. Labaki entrevistou 26 realizadores no período, discutindo com eles justamente o chamado ´boom´ do documentário (e suas dificuldades de inserção no mercado). Entre as obras exibidas pelo programa estão clássicos como Arraial do Cabo, de Paulo César Saraceni, de 1959, e Wilsinho Galiléia, de João Batista de Andrade, de 1978, que deveria integrar a série do Globo Repórter, mas foi censurado na época.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.