"Kill Bill" domina bilheteria em sua estréia

Como era de se esperar, o novo filme de Quentin Tarantino, Kill Bill, ficou em primeiro lugar na bilheteria americana em seu fim de semana de estréia. O filme arrecadou US$ 22,7 milhões e foi seguido por uma arracadação bem inferior de The School of Rock, líder da semana passada e que agora ficou com US$ 15,4 milhões.Ainda é cedo para dizer se a boa resposta do público pode mesmo significar a "ressureição" de Tarantino no mundo do cinema, como foi previsto por muitos. Mas um dado indica certo fôlego: pesquisa do estúdio Miramax demonstra que 90% das pessoas que viram este primeiro volume de Kill Bill querem ver o segundo. O filme será lançado em duas partes e a segunda chega aos cinemas em fevereiro. Arrecadar US$ 22,7 milhões seria considerado fracasso para várias grandes produções. Mas os produtores de Tarantino estão felizes. O filme não é permitido para todas as idades. Além disso, para o diretor da empresa de análise de bilheteria Exhibitor Relations, Paul Dergarabedian, "Kill Bill é um filme muito especial. Ele apela a um público importante, mas limitado. A vovó não quer ver Kill Bill". A vovó não quer ver o novo Tarantino por que o filme despeja sangue pela tela. Foram 100 galões de tinta vermelha durante as filmagens, número citado com orgulho pelo diretor durante a divulgação antes da estréia. Em terceiro lugar nos Estados Unidos ficou Intolerable Cruelty, novo filme dos irmãos Coen com George Clooney e Catherine Zeta-Jones, que estreou com US$ 13,1 milhões. Em quarto, outra estréia, esta para crianças: Good Boy! arrecadou US$ 13 milhões com a voz de Matthew Broderick dublando um cachorro falante que vem do espaço. Com uma estréia reduzida a apenas 13 salas, o novo filme de Clint Eastwood, Mystic River arrecadou US$ 591 mil, número considerado ótimo nestas condições. Com Sean Penn, Tim Robbins e Kevin Bacon no elenco, o filme vai para mais cinemas a partir desta semana.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.