Mario Anzuoni/Reuters
Mario Anzuoni/Reuters

'Kevin Spacey é um velho de mão boba', diz Guy Pearce sobre suposto assédio do ator

Artistas trabalharam juntos no filme 'Los Angeles: Cidade Proibida'

AFP

04 Julho 2018 | 16h45

SYDNEY - O ator australiano Guy Pearce afirmou que Kevin Spacey, investigado por várias agressões sexuais recentemente, era "um verdadeiro mão boba". "Difícil falar neste momento", disse Pearce ao programa Interview da emissora de TV australiana Canal 7, ao ser questionado sobre sua experiência com Spacey durante a gravação do longa Los Angeles: Cidade Proibida (1997).

+++ Filme com Kevin Spacey chega aos cinemas apesar de denúncias de assédio contra o ator

Ao se referir a Spacey, Guy Pearce afirmou que ele "é um ator incrível". "Spacey é um velho de mão boba", cravou. "Agradeço que à época tinha 29 anos e não 14", ironizou o protagonista de Amnésia (2000).

+++ Polícia britânica investiga Kevin Spacey por 3ª queixa de assédio sexual

Em outubro do ano passado, Spacey foi acusado pelo ator Anthony Rapp de um caso de assédio sexual em 1986, quando a suposta vítima tinha 14 anos e o consagrado ator, 26. As declarações de Pearce coincidiram com a informação do site especializado em notícias de celebridades TMZ sobre que Spacey está sendo investigado no Reino Unido por três novos casos de agressão sexual.

+++ 'House of Cards' retoma filmagens da última temporada e anuncia novos atores

Vencedor de duas estatuetas do Oscar e considerado por muitos como um dos melhores intérpretes da sua geração, a carreira de Spacey entrou em colapso após as declarações.

+++ Equipe de produção de 'House of Cards' segue empregada nos EUA

Como consequência destas revelações, ele foi dispensado da série House of Cards, na qual era um dos protagonistas, e viu o cineasta Ridley Scott eliminar todas suas cenas gravadas para o filme Todo o Dinheiro do Mundo e refazendo com Christopher Plummer como substituto. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.