Júri elege filme alemão o melhor da Mostra de SP

Longa alemão 'Quando Partimos', de Feo Aladag, foi o grande vencedor e levou o troféu Bandeira Paulista de 2010

Luiz Carlos Merten

04 de novembro de 2010 | 23h39

SÃO PAULO - Pode ser que a experiência pessoal do jurado Alan Parker tenha contribuído para definir o grande vencedor da 34.ª Mostra de Cinema de São Paulo, anunciado ontem. O vencedor do troféu Bandeira Paulista de 2010 é Quando Partimos, de Feo Aladag. O longa alemão tem alguma semelhança com Bem-Vindos ao Paraíso, que Parker realizou em 1990. O vencedor da Mostra é sobre uma mulher que foge do casamento opressor em Istambul e se instala em Berlim. Aladag, como Parker, trata de afeto e choques culturais.

Beyond, longa de estreia da atriz Pernilla August, produção da Suécia/Finlândia, trata de mulher que enfrenta o passado e recebeu o prêmio especial do júri e o de melhor atriz para a excepcional Noomi Rapace. A crítica deu seu prêmio especial a Carlos, de Olivier Assayas, e o de melhor filme para Mistérios de Lisboa, de Raúl Ruiz. O público escolheu Meninos de Kichute, de Luca Amberg, melhor ficção nacional, e Balibo, de Robert Connolly, melhor ficção internacional.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.