Shizuo Kambayashi/AP
Shizuo Kambayashi/AP

Julia Roberts diz ser adepta do hinduísmo 'há muito tempo'

Estrela promove em Tóquio seu mais novo filme 'Comer, Rezar, Amar', com Javier Bardem

EFE

18 de agosto de 2010 | 17h10

A atriz Julia Roberts disse que o hinduísmo fazia parte de sua vida muito antes de rodar na Índia seu último filme, "Comer, Rezar, Amar", e considerou que a felicidade é o melhor ingrediente para o sucesso e a beleza.

 

"Não é porque fiz este filme que virei praticante do hinduísmo", explicou hoje a atriz em entrevista coletiva em Tóquio para apresentar o filme, baseado no bem-sucedido romance da jornalista Elizabeth Gilbert.

 

A atriz americana, que receberá em 20 de setembro o Prêmio Donostia do 58º Festival de Cinema de San Sebastián na Espanha, interpreta em "Comer, Rezar, Amar" a própria Gilbert que, após o divórcio, faz uma viagem cultural e espiritual para encontrar a si mesma pela Itália, Índia e Bali, onde conhece um empresário brasileiro, interpretado pelo ator espanhol Javier Bardem.

 

Sobre as notícias publicadas com relação à repentina conversão ao hinduísmo após visitar a Índia, a atriz, que está no Japão pela primeira vez, deixou claro que essa religião faz parte de sua vida "há muito tempo".

 

"Infelizmente, em época da internet, Twitter, chats e tudo demais, as coisas se distorcem", comentou a atriz.

 

A vencedora de um Oscar em 2001 com "Erin Brokovich - Uma mulher de Talento" e de três Globos de Ouro ressaltou hoje na capital japonesa que, ao contrário da protagonista de seu último filme, ela não faria "nenhuma mudança" em sua própria vida.

Tudo o que sabemos sobre:
Julia Roberts

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.