David McNew/Reuters
David McNew/Reuters

Juiz revoga liberdade condicional de Lindsay Lohan

Exames da atriz deram positivo para cocaína e anfetaminas; Lindsay pode voltar para prisão

Reuters

20 de setembro de 2010 | 18h38

Um juiz de Los Angeles revogou nesta segunda-feira, 20, a liberdade condicional da atriz Lindsay Lohan, depois de na sexta-feira passada ter sido divulgado que dois de seus exames antidrogas tiveram resultado positivo.

Segundo o site especializado em celebridades TMZ, a jovem atriz deverá comparecer novamente ao tribunal na próxima sexta-feira, por ordem do juiz Elden Fox.

Veja também:

documento Lindsay confirma uso de drogas no twitter

O TMZ informou que o exame de Lindsay Lohan teve resultado positivo para cocaína e anfetaminas.

A atriz cumpriu recentemente 13 dias de prisão e concluiu um tratamento de reabilitação.

Um juiz da Corte Superior de Los Angeles ordenou que Lindsay assistisse a aulas educativas sobre suas dependências, além de participar de várias sessões de psicoterapia até novembro e se submeter a frequentes controles antidroga.

O tratamento faz parte de um programa de reabilitação que devia completar sem a necessidade de ingressar em um centro médico, como no qual passou 23 dias na Universidade da Califórnia (UCLA).

Os termos de sua liberdade condicional diziam que a atriz passaria 30 dias na prisão caso alguns de seus exames voltasse a dar positivo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.