José Wilker assume a Riofilme

O ator José Wilker é desde ontem o novo presidente da Riofilme Distribuidora, instituição de apoio ao cinema criada pela Prefeitura do Rio de Janeiro em 1992. Sua nomeação saiu no Diário Oficial do Município do Rio. Wilker substitui o embaixador Arnaldo Carrilho, que estava à frente da entidade desde 1997. "É meu primeiro cargo público", disse ontem o ator cearense, que tem 40 anos de carreira - ele estreou no teatro em 1963 com Julgamento em Novo Sol, de Boal e Nelson Xavier.O ex-presidente Arnaldo Carrilho passa por problemas de saúde - teve um enfarte agudo do miocárdio, em maio, atribuído a estresse emocional, e foi submetido a um cateterismo. Wilker foi convidado pelo prefeito César Maia e decidiu aceitar na sexta-feira, após um almoço e uma conversa com Ricardo Macieiras, secretário das Culturas. Ativo na área de cinema e teatro, o experiente Wilker nunca deixa de manifestar suas posições políticas. Foi um dos que bradaram contra as regras das estatais que alguns cineastas definiram como de "dirigismo cultural", em maio, ao lado de Caetano Veloso, Fernanda Montenegro, Marieta Severo e Miguel Falabella.A Riofilme é de fundamental importância no desenvolvimento da indústria cinematográfica nacional. Em 2002, investiu cerca de R$ 14 milhões na co-produção e distribuição de filmes brasileiros - vinha investindo em média R$ 5 milhões desde sua fundação.

Agencia Estado,

24 de junho de 2003 | 10h17

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.