Jerry Lewis comemora 75 anos na ativa

O comediante Jerry Lewis, uma das figuras públicas mais respeitadas dos Estados Unidos, completa nesta sexta-feira 75 anos. Hollywood, nos últimos anos, rendeu-lhe tributo a sua maneira. A recente versão de seu Professor Aloprado, estrelada por Eddie Murphy, teve grande êxito nas bilheterias. E já existem projetos de outras versões de seus filmes. O mais recente trabalho de Lewis foi Damn Yankees, na Broadway. No último ano, firmou um contrato de 20 anos para realizar espetáculos ao vivo em Las Vegas. Afirmou que não pretende se aposentar tão cedo.Lewis nasceu no dia 16 de março de 1926, em Newark, Nova Jersey. Seus pais, que faziam parte de uma companhia de teatro, batizaram-no Joseph Levitch. Durante as turnês, deixavam o garoto com seus familiares. Aos cinco anos, quando estava em condições de acompanhá-los nas viagens, deu início a sua carreira de ator. No primeiro ano da escola secundária, deixou os estudos para dedicar-se exclusivamente à arte. Até conseguir se firmar na área, trabalhou numa firma de cargas e como lanterninha de cinema.Precoce, casou-se aos 18 anos com Patty Palmes, cantora da Orquestra de Jimmy Dorsey. Na época já tinha iniciado sua carreira de comediante. Dois anos mais tarde, conheceu Dean Martin, com quem formou um número que logo de início teve êxito em Atlantic City, New Jersey. O sucesso projetou a dupla, que passou a se apresentar em clubes noturnos Estados Unidos afora.Em 1949, estrearam no cinema com a comédia Minha Amiga Irma. A parceria durou por mais 16 filmes e terminou em 1956. Depois da separação, Lewis passou a dirigir e produzir suas próprias comédias. No entanto, nem todos obtiveram o mesmo êxito da época em que dividia o set de filmagens com Martin.Paralelamente a suas atividades cinematográficas, Lewis destacou-se por seu trabalho social. Foi o criador do Teletom, programa que hoje tem um similar na televisão brasileira, e que reúne diversos artistas no palco para arrecadar fundos para instituições de caridade. O evento ocorre todos os anos, sempre no dia 1º de setembro, e sempre com Lewis no comando da cena.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.