Gary Hershorn/Reuters
Gary Hershorn/Reuters

Jeff Bridges confirma favoritismo e leva Oscar de melhor ator

Ator já havia ganho Globo de Ouro, e prêmios do Sindicato de Atores, e da Associação dos Críticos pelo papel

Efe,

08 de março de 2010 | 02h22

O grande favorito ao Oscar de melhor ator respondia pelo nome de Jeff Bridges, por "Coração Louco", e a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood confirmou essa expectativa ao agraciá-lo nesta segunda-feira, 8, com a estatueta.

Veja também:

mais imagens Galeria de Fotos: veja imagens da noite de gala do cinema

especial Especial: Os 81 melhores filmes da história do Oscar

blog Gabi & Croc: Histórias do Oscar no Twitter

Blog de Moda: os modelitos do tapete vermelho

lista Confira a lista dos vencedores do Oscar 2010

O prêmio foi entregue a Bridges por Kate Winslet, vencedora do Oscar de Melhor Atriz no ano passado. Também concorriam na categoria George Clooney, por "Amor Sem Escalas", Colin Firth, por "Direito de Amar", Morgan Freeman, por "Invictus" e Jeremy Renner, por "Guerra ao Terror".

 

Pelo trabalho em "Coração Louco", Jeff Bridges já acumulava os prêmios do Globo de Ouro, do Sindicato de Atores dos Estados Unidos, e o Critic's Choice, concedido pela maior associação americana de críticos (BFCA).

Bridges emociona no papel de Bad Blake, um cantor alcoólatra ex-estrela do country que vaga por bares de pouco valor no sudoeste dos EUA. Seus casamentos foram todos fracassados e ele não tem uma família na qual se apoiar.

Sua solitária vida então dá uma reviravolta quando conhece uma jovem jornalista chamada Jean, vivida por Maggie Gyllenhaal.

O ator, que sempre transitou pelo circuito independente, também participou de filmes comerciais como "King Kong" (1976) e "Homem de Ferro" (2008).

No entanto, seus papéis mais memoráveis foram em produções 'indies' como "Susie e os Baker Boys" (1989), de Terry Gilliam, e "O Grande Lebowski" (1998), dos irmãos Coen, onde deu vida a The Dude ("O Cara"), hoje ícone da sociedade americana.

Veja o trailer do filme:

  

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.