Janet Jackson volta a atuar no cinema

Mais conhecida como a caçula da família mais musical dos EUA, Janet Jackson recorre a Eddie Murphy para dar um empurrãozinho em sua carreira cinematográfica. Depois da tímida estréia no filme Poetic Justice, em 1993, sucesso de crítica mas fracasso de público, a irmã de Michael Jackson chegaàs telas como par romântico do comediante negro mais bem-sucedido em Hollywood. A dupla estrela a seqüência de O Professor Aloprado, com a missão de repetir (e quem sabe ultrapassar) a bilheteria do original, cerca de US$ 270 milhões ao redor do mundo. Com estréia agendada para 28 de julho nos EUA e 1º de setembro no Brasil, O Professor Aloprado 2 - A Família Klump procura esticar a seqüência que mais agradou o público no filme de 1996: quando a família obesa senta-se à mesa e abusa das piadas escatológicas e sexuais. Cinco desses personagens são interpretados por Murphy, após horas e quilos de maquiagem. "Como eu venho de uma família grande, somos em nove irmãos, não foi difícil me identificar com toda aquela bagunça na hora do jantar´´, conta a pop star, que interpreta Denise Gaines, a nova namorada do professor Sherman. Janet, que desde os anos 80 saiu da sombra do irmão Michael no cenário do pop, investe na imagem sexy. Em 1998, ela esteve na lista das 100 estrelas mais sensuais do século divulgada pela revista Playboy. "Mas eu não sou tão vaidosa como as pessoas podem pensar. Não faço questão de ter uma entourage ao meu redor e levo no máximo meia hora para me arrumar e sair´´, contou a cantora, que chegou ao Century Plaza Hotel, em Los Angeles, vestindo calça larga, blusa decotada e jaqueta brancas. Mais salto alto e lencinho estampado amarrado na cabeça. Quando questionada sobre o que ouviu no carro no trajeto de sua casa até o luxuoso hotel, situado no bairro de Beverly Hills, Janet revelou que é fã de música brasileira. "Gilberto Gil e João Gilberto não saem atualmente do meu CD player. A música brasileira me faz sentir tão bem. Assim que eu acordo, vou para a cozinha e coloco essas canções. Elas me ajudam a começar bem o dia´´, disse a pop star. Por conta da seqüência de O Professor Aloprado 2, Janet se afastou temporariamente do cenário musical. Seu último trabalho lançado foi o single Go Deep (1998), além da faixa que a cantora interpreta na trilha sonora do novo filme com Murphy. "Devo começar em breve a produzir um novo disco. E quem sabe desta vez consigo incluir a América do Sul no tour que pretendo realizar no ano que vem´´, afirma a cantora, cujos álbuns já venderam mais de 45 milhões de cópias internacionalmente.Interpretar seduz Janet Jackson tanto quanto seu lado como cantora. "Por mais que eu esteja satisfeita com a minha trajetória musical, quero investir na carreira como atriz. Adoro a energia que recebo do meu público quando estou cantando no palco, aquela multidão gritando o meu nome, mas busco novas formas de gratificação. Quem sabe o próximo passo seja fazer um filme de ação´´, contou Janet, que adorou ter trabalhado com Eddie Murphy, um de seus ídolos. "O mais difícil foi ficar séria e segurar a gargalhada. Por vezes tinha de morder o lábio para não rir.´´ Quanto à estréia de O Professor Aloprado 2, Janet se mostra insegura sobre sua performance. Até porque considera a sua experiência em dramaturgia limitada. Além de Poetic Justice, de John Singleton, em que ela interpretou uma compositora sofrida com o assassinato do namorado, Janet só atuou na adolescência, quando fez parte do elenco dos seriados Good Times, A New Kid of the Family, Different Strokes e Fame. Seu papel como a professora apaixonada não exige mais do que expressões doces e algumas lágrimas, mas Janet sabe que contará com o apoio dos Jackson. "Meus irmãos prometeram ver o filme. Estão ainda mais animados do que eu com a minha volta ao cinema. Mas sei que não posso confiar na opinião deles´´, confessou. "Eles sempre passam a mão na minha cabeça, ainda me tratam como o bebezinho da família.´´

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.