AFP PHOTO / Robyn Beck
AFP PHOTO / Robyn Beck

Jackie Chan 'finalmente' ganha um Oscar, 200 filmes e 50 anos depois

Ator chinês levou um prêmio especial da Academia de Hollywood

Reuters

13 de novembro de 2016 | 16h28

LOS ANGELES - Quando Jackie Chan viu um Oscar na casa de Sylvester Stallone 23 anos atrás, ele disse que foi o momento em que decidiu que queria uma estatueta. No sábado, 12, no anual Governors Awards, o ator chinês e estrela das artes marciais finalmente recebeu um Oscar honorário por suas décadas de trabalho no cinema.

"Depois de 56 anos na indústria, com mais de 200 filmes, depois de vários ossos, finalmente", disse Chan, de 62 anos, empunhando a estatueta no jantar de gala neste fim de semana, em Los Angeles.

O ator relembrou assistir cerimônias com seus pais, e o seu pai sempre lhe questionando por que ele ainda não tinha um prêmio máximo de Hollywood. Ele elogiou sua cidade natal, Hong Kong, por fazê-lo ter "orgulho de ser chinês", e agradeceu aos fãs, dizendo que eles eram a razão de "eu continuar a fazer filmes, pular janelas, chutar e socar, quebrar meus ossos".

O ator foi introduzido pelo seu companheiro de A Hora do Rush, Chris Tucker, pela atriz Michelle Yeoh e por Tom Hanks, que se referiu a ele como Jackie "Chantastic" Chan.

Entre outros premiados na noite, estão a editora britânica Anne V. Coates, o diretor de elenco Lynn Stalmaster e o prolífico documentarista Frederick Wiseman.

A cerimônia teve um público recheado de estrelas de Hollywood, como Denzel Washington, Lupita Nyong'o, Nicole Kidman, Emma Stone, Ryan Reynolds, Amy Adams e Dev Patel.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.