Jackie Chan e Jet Li estão juntos em 'Forbidden Kingdom'

Num raro momento de franqueza emHollywood, Jackie Chan admitiu que não ficou impressionado como roteiro de seu novo filme, "The Forbidden Kingdom", mas quefoi a chance de trabalhar com Jet Li, outro astro das artesmarciais, que o atraiu para o projeto pela primeira vez. O filme -- Chan não tem certeza se é seu 94o ou 95o --estréia nos Estados Unidos na sexta-feira. Enquanto seus fãspodem achar que ele e Jet Li nunca antes trabalharam juntosdevido a alguma rivalidade profissional, Chan disse à Reutersque, na realidade, eles são "grandes amigos que nunca antesconseguiram achar o projeto certo". Até surgir "The Forbidden Kingdom", dirigido por RobMinkoff ("O Rei Leão"). "Quando me mostraram o roteiro, achei bobagem", contouJackie Chan. "Mas me disseram que Jet estaria no filme, entãoconcordei. A outra razão foi o diretor. Adorei 'O Rei Leão"'. Mas os criadores do filme tiveram alguns problemas com osdois mestres das artes marciais. "Depois do primeiro take, Rob e o câmeraman nos disseram:'Você são rápidos demais. Dá para fazer mais devagar?'. Masambos queríamos nos exibir", disse Chan. Filmado na China e baseado na lenda chinesa do Rei Macaco,"The Forbidden Kingdom" conta a história de Jason, um nerdadolescente de Boston e fã do kung fu (Michael Angarano, de "24Horas"), que faz amizade com um idoso chinês (Jackie Chan),dono de uma casa de penhores. Quando o velho é morto num assalto, Jason resgata umabengala mágica e de repente se vê na China antiga, ondeenfrenta a tarefa de libertar o fabuloso Rei Macaco (Jet Li),aprisionado por um poderoso senhor de guerra. Sua tarefa é perigosa, mas Jason recebe ajuda na forma domestre de kung fu Lu Yan (também Jackie Chan) e do MongeSilencioso (também Jet Li), que ajudam o adolescente a derrotaro Senhor da Guerra de Jade. As sequências de luta do filme foram coreografadas porWoo-Ping Yuen ("O Tigre e o Dragão"), e, apesar de ser suaprimeira colaboração com Jet Li, Jackie Chan disse que as lutaslhes deram a impressão de que vinham trabalhando juntos pormuito tempo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.