Matt Rourke/AP
Matt Rourke/AP

Itália proíbe estreias na Netflix antes de exibição em cinemas

Ministro da Cultura italiano anuncia decreto que obriga os filmes a estrear nos cinemas antes das plataformas digitais

EFE

15 Novembro 2018 | 10h47

O ministro da Cultura italiano, Alberto Bonisoli, anunciou nesta quarta-feira, 14, um decreto-lei que obriga filmes a estrear nas salas de cinema antes de ser disponibilizados nos serviços de streaming.

Bonisoli disse que o decreto regulamenta "as bases sobre como os filmes têm que ser distribuídos, primeiro às salas e depois às plataformas". "Acho importante", afirmou ele à associação de comerciantes Confcommercio, "assegurar a quem administra uma sala de cinema a tranquilidade de programar os filmes sem que esses estejam simultaneamente disponíveis também na internet".

A medida foi aprovada após polêmicas entre administradores de redes de cinemas e plataformas de streaming de conteúdo audiovisual durante os festivais de Veneza e Cannes.

Seis filmes incluídos na programação da última edição do festival de Veneza, todos produzidos pela Netflix, estreariam simultaneamente nos cinemas e na plataforma. Já em Cannes, após a proibição de que os filmes fossem veiculados pela internet antes da competição, a Netflix decidiu não exibir suas produções na programação do festival.

As duas grandes associações de salas de cinema da Itália, a Associação Nacional de Expositores de Cinema (ANEC) e a Associação Nacional de Expositores Multiplex (ANEM) afirmaram ser "um assunto delicado que deveria ser encarado de acordo com todos os expositores do setor cinematográfico", sobretudo em um período "de grave crise" para a indústria do cinema na Itália.

Até então, na Itália não existiam normas sobre esse assunto, apenas era respeitado o costume de esperar 105 dias desde a primeira exibição nos cinemas para que o filme chegasse a outras plataformas.

Para o ministro da Cultura italiano, a medida servirá para ajudar a "melhorar as salas e fazer com que sejam cada vez mais capazes de oferecer uma experiência única".

Mais conteúdo sobre:
cinemaNetflixItália [Europa]

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.