Itália concede pensão a ator de Pasolini

Franco Citti, o "ator-fetiche" do cineasta italiano Pier Paolo Pasolini, recebeu pensão vitalícia do estado italiano por causa de sua precária saúde. Citti foi protagonista de todos os filmes de Pasolini desde o primeiro, Acattone - Delito Social, de 1961, até As Mil e Uma Noites, de 1974.O ator, de 67 anos, sofreu um primeiro acidente vascular em 1997, logo depois da estréia de seu último filme, I Magi Randagi, dirigido por seu irmão, Sergio, e em seguida sofreu mais dois, que o deixaram semiparalisado e sem outros recursos para sobreviver além dos 400 euros de aposentadoria por invalidez.Vários artistas _ entre eles os cineastas Bernardo Bertolucci, Mimmo Calopresti e Mario Martone e as atrizes Laura Betti e Ida di Benedetto _ se mobilizaram para pedir, no dia 2 de maio, a concessão do benefício ao governo italiano, que acatou o pedido agora.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.