Irã prejudica seus cineastas em Veneza

Autoridades iranianas impediram um diretor do país de participar do Festival de Veneza. Abolfazl Jalili iria apresentar seu filme Abjad (A Primeira Carta) no evento, mas ainda precisa de autorização oficial para que leve seu filme para fora do Irã. O produtor do filme disse à Associated Press que já exibiu o filme às autoridades, o que é regra no país, mas mesmo assim não teve autorização. Outro diretor iraniano que teve sua participação em veneza prejudicada foi Babak Payami, que teve de levar seu Silence Between Two Thoughts em formato de vídeo digital porque o governo iraniano reteve a cópia em película. Ambos os filme têm temas aparentemente polêmicos para o país. Em Abjad, Jalili conta a história de um jovem iraniano que se apaixona por uma judia. Silence Between Two Thoughts conta o caso de uma mulher condenada à morte que não pode ser executada por ser virgem. O líder espiritual da comunidade resolve o caso ao casar a mulher com seu carrasco.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.