Jorge Guerrero e Saul Loeb/ AFP
Jorge Guerrero e Saul Loeb/ AFP

Insultado por De Niro, Trump responde afirmando que o ator tem 'baixo QI'

'Realmente acho que está abestalhado', afirmou o presidente americano em sua conta no Twitter, terminando com 'Acorde, tonto!'

AFP

13 Junho 2018 | 08h44

Insultado pela estrela de Hollywood Robert de Niro, o presidente americano, Donald Trump, respondeu nesta terça-feira, 12, criticando sua inteligência e sugerindo que ficou "abestalhado" pelos golpes de boxe que recebeu durante as filmagens de Touro indomável (1980).

** Robert De Niro xinga Trump na entrega do prêmio Tony

"Robert De Niro, um indivíduo de muito baixo quociente de inteligência, recebeu muitos golpes na cabeça de boxeadores verdadeiros nos filmes", tuitou Trump, que volta de Singapura, onde realizou uma histórica reunião com o líder norte-coreano, Kim Jong Un.

O presidente fazia referência a Touro indomável, filme sobre o boxeador Jack LaMotta dirigido por Martin Scorsese, pelo qual De Niro venceu o Oscar de melhor ator.

"Realmente acho que está abestalhado", acrescentou Trump, de 71 anos. "Suponho que não se dê conta de que a economia está em seu melhor momento com o emprego em um pico histórico, e muitas empresas estão voltando ao nosso país. Acorde, tonto!".

No domingo à noite, De Niro, de 74 anos, foi ovacionado de pé no Radio City Music Hall de Nova York após insultar Trump, quando apresentava o músico Bruce Springsteen na cerimônia de entrega dos prêmios Tony.

"Vou dizer uma coisa: 'fuck' Trump!" - declarou De Niro, erguendo os punhos.

E na segunda-feira pediu desculpas aos canadenses pela conduta de seu presidente durante a recente cúpula do G7, no Canadá, que terminou em um fiasco e na qual Trump disse que o primeiro-ministro Justin Trudeau era "submisso" e "desonesto".

"Quero pedir desculpas pelo comportamento idiota do meu presidente", disse De Niro em Toronto na inauguração de seu restaurante Nobu.

"É uma desgraça. E peço desculpas a Justin Trudeau e às outras pessoas no G7. É repugnante."

O ator vencedor do Oscar já havia demonstrado a sua insatisfação com Trump em outras ocasiões.

Em 2016, quando o magnata imobiliário era candidato à presidência, De Niro o chamou de "notoriamente estúpido", "totalmente louco" e um "idiota".

Em resposta a uma declaração de Trump sobre manifestantes contra ele, De Niro afirmou: "Querem lhe dar um soco na cara? Eu quero lhe dar um soco na cara!".

 

Mais conteúdo sobre:
Robert de Niro Donald Trump

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.