Divulgação
Divulgação

Indicação de 'Sal da Terra' para o Oscar emociona Juliano Salgado

Filme é não é só sobre o fotógrafo Sebastião Salgado, mas sobre o defensor do meio ambiente que recuperou uma área devastada

Luiz Carlos Merten, O Estado de S. Paulo

15 de janeiro de 2015 | 13h12

Juliano Ribeiro Salgado mal pode acreditar. “É louco”, diz ele numa entrevista por telefone ao Estado, de Berlim. “No fundo houve todo um processo, desde a exibição de Sal da Terra/ Salth of the Earth em Cannes. O filme foi lançado nos EUA, ganhou prestígio, havia um perfume de Oscar no ar. Mas, agora, a indicação, é uma grande surpresa e uma alegria. A experiência do Tião (seu pai, o grande fotógrafo Sebastião Salgado) é incrível e graças a Hollywood e ao Oscar vamos poder compartilhá-la com muito mais gente.”

Salt of the Earth não é só sobre o fotógrafo. É sobre o defensor do meio ambiente que recuperou uma área devastada no interior do Brasil e a transformou em santuário ecológico. E por meio disso, como de todo o trabalho artístico de Sebastião Salgado, seu filho diretor e Wim Wenders discutem o próprio planeta. Juliano conversa com o repórter da capital alemã, onde vive. “Vivem para cá para montar o filme, achando que ficaria quatro meses. A montagem durou um ano e meio, o Wim é f... como montador. No processo, eu conheci o amor, uma brasileira incrível, de São Paulo, e agora moro aqui”, ele conta.

Para ele, por causa de seu pai e também por ter sido filmado no Brasil, Salt of the Earth é um filme brasileiro. Na burocracia é francês, e como tal vai concorrer no Oscar de documentário. “Havia uma possibilidade de fazer do filme uma coprodução com o Brasil, mas o processo ia demorar, tivemos de começar a filmar. É uma produção francesa com um aporte italiano muito pequeno. Mas no coração, é um filme brasileiro.” E o que Tião achou da indicação? “Ainda não consegui falar com ele. Estou esperando ele chegar em casa, mas vai ficar feliz, com certeza.”

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.