Il Caimano, filme de Nanni Moretti, é premiado na Itália

Il Caimano, filme do cineasta italiano Nanni Moretti que satiriza o primeiro-ministro italiano, Silvio Berlusconi, arrematou os principais prêmios da 50.ª edição dos Prêmios David di Donatello, o "Oscar italiano". Il Caimano, que concorre à Palma de Ouro no Festival de Cannes, levou os prêmios de melhor filme, diretor, ator (Silvio Orlando), produção (Ângelo Barbagallo e Nanni Moretti), música (Franco Piersanti) e efeitos sonoros (Alessandro Zazon)."Penso que os dois mil votos do David de Donatello que meu filme recebeu, foram conquistados mais pelos méritos cinematográficos do que pelo aspecto político mais destacado pela imprensa", disse Moretti minutos depois de ter conquistado seis prêmios, dos doze possíveis. "O júri do David é formado, na maioria, por gente do cinema e penso que não se deixaram influenciar pelo aspecto político relacionado com a figura de Silvio Berlusconi que tanto deu o que falar aos críticos e aos políticos"."Quando escutei o nome Il Caimano como melhor filme, tinha pensado em dedicar o prêmio aos jovens que começam a fazer cinema mas, depois eu escutei uma música de um filme de Fellini e a emoção tomou conta de mim", declarou Moretti à ANSA, acrescentando: "Mas agora quero dizer para esses jovens que começam a fazer cinema que não devem ter medo de suas próprias idéias e devem ser fiéis a sua determinação e tenacidade sem cair na autocensura".

Agencia Estado,

23 de abril de 2006 | 18h56

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.