<i>Exilados</i> conta história de mafiosos em Hong Kong

Exilados, novo filme do cultuado diretor de Hong Kong Johnny To, estréia nesta sexta-feira, 17, na recém-inaugurada Sala Maria Antônia, no centro de São Paulo. Seguindo a linha das obras anteriores do cineasta, trata-se de um filme de gângsteres, feito com extrema competência técnica, ação e suspense.A história se passa na Macau no final do século 20, quando a cidade está prestes a ser devolvida pelos portugueses à China.Wo (Nick Cheung) foi renegado pela máfia e, por isso, tenta uma nova vida ao lado de sua família. No entanto, um poderoso chefão pede sua cabeça e dois matadores, Blaze (Anthony Wong) e Fat (Lam Set), saem à caça do rapaz.Porém, Wo não está despreparado. Outros dois antigos membros da máfia, Tai (Francis Ng) e Cat (Roy Cheung), têm como missão protegê-lo, o que coloca os quatro matadores em um dilema envolvendo fidelidade e honra.Um detalhe que torna a teia de intrigas ainda mais complicada é que esses cinco homens são amigos de infância.Depois de um embate entre os dois grupos, os homens acabam jantando juntos e se lembrando de outros tempos, quando eram mais amigos. O que dá margem ao diretor evocar diversas discussões e um pouco de humor negro.Enquanto isso, o chefão da máfia, Boss Fay (Simon Yam), fica ansioso esperando pela cabeça de Wo. Porém, Blaze e seus comparsas já estão envolvidos com outro trabalho, roubar um carregamento de ouro. Antes de o fazer, porém, Johnny To consegue trazer para o filme uma série de tiroteios, reviravoltas e um massacre. Com seu filme de gângsteres, Johnny To começa logo nas primeiras sequências a evocar a obra do cineasta italiano Sergio Leone (Era uma vez no Oeste), cujo estilo ficou conhecido como "western spaghetti". As referências vão desde o posicionamento de câmera até o uso de música com tons latinos.O longa foi exibido em competição no Festival de Veneza do ano passado e indicado a quatro prêmios do Hong Kong Film Awards, uma espécie de Oscar local, incluindo melhor filme e direção.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.