<i>Cassino Royale</i> marca a volta às origens de James Bond

Termina nesta sexta-feira a expectativa demilhares (milhões?) de bondmaníacos espalhados por todo o País.Estréia o 21.º filme da série oficial de James Bond, CassinoRoyale. O herói da mais bem-sucedida franquia da história docinema está de volta, e de cara nova. Houve uma campanha nainternet para reclamar contra Daniel Craig, o novo 007, porqueele seria baixo demais, loiro demais, feio demais. Esqueça todoesse besteirol. Daniel é um ator, um verdadeiro ator (como SeanConnery) e isso faz toda a diferença. Pois, desta vez, opersonagem junta temperamento dramático à aventura. É precisorepresentar. Se é para recomeçar, vamos logo às origens, pensou aprodutora Barbara Broccoli, filha do lendário Robert Broccoli,que criou a série com Harry Saltzman. Mais tarde, Broccolicomprou os direitos de Saltzman e, com sua morte, eles foramrepassados para os filhos - Barbara e Michael G. Wilson sãomeios-irmãos. Veio dela a decisão de adaptar o primeiro livro deIan Fleming sobre seu agente famoso. Cassino Royale já tiveraduas versões - uma para TV, nos anos 50, e outra para cinema,uma paródia, nos 60. Cassino Royale propõe a gênese dopersonagem. "Esta é a primeira missão de James Bond como 007.Ele acaba de receber o duplo zero, que lhe dá licença para matar mas pensa mais com o coração do que com a cabeça e as coisascomeçam a ir mal", explica o diretor Martin Campbell, que haviafeito 007 contra GoldenEye, em 1995. E ele acrescenta - "Nofim do filme, 007 se transforma no homem a que estamosacostumados a ver."A Bond Girl de Eva Green A missão é caçar o banqueiro dos terroristas, Le Chiffre interpretado por Mads Mikkelsen, o ator dinamarquês de MeuIrmão Quer se Matar. No processo, 007 participa de umeletrizante jogo de pôquer no Cassino Royale, na República Checa e se envolve com a sedutora Vesper. Eva Green não faz a típicabond girl. Numa suíte de hotel em Nova York, ela confessa quehesitou ao receber o convite, mas aí percebeu que Vesper nãosegue o figurino tradicional das bond girls, disparando armas defogo, usando biquíni e sendo sexy. "Ela é a primeira mulhersobre a qual Ian Fleming escreveu e seu impacto sobre a vida de007 é muito grande." O herói apaixona-se - e nisso vai umadiferença e tanto em relação às outras heroínas da série, àsquais se integra a sexy Solange, interpretada por CaterinaMurino. Com Vesper, é diferente. "Sua intuição lhe diz que elarepresenta perigo, mas Bond se apaixona e um homem apaixonadodeixa de pensar", explica Daniel Craig, na mesma suíte de hotel.Ele pede uma chance aos fãs. Sabe que não está criando um 007como os outros. Seu referencial, confessa, foi Connery. "Afinal,ele formatou o personagem e, para falar francamente, também nãoera o preferido de Fleming, que o achava muito ?working class?para o herói que havia imaginado." Barbara Broccoli, dona dafranquia, nunca teve dúvida. A mídia andou dizendo que CliveOwen podia ser 007. "Clive é ótimo, mas para o que eu queria nãotinha outra escolha - era Daniel ou Daniel." O ator consultouSteven Spielberg, com quem fez Munique. Como fã, que até quisdirigir para a série, Spielberg lhe deu força. O resultado vocêconfere a partir de amanhã.(O repórter viajou a convite da distribuidora Sony)Cassino Royale (Casino Royale, EUA/2006, 144 min.) - Ação. Direção de Martin Campbell. 14 anos. Em grande circuito. Cotação:Bom

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.