Hugh Grant ataca fotógrafo no Central Park

O ator inglês Hugh Grant golpeou um fotógrafo com uma pasta, na terça-feira, em Nova York. O incidente ocorreu enquanto Hugh caminhava pelo Central Park, por volta das 9h20, segundo publicou hoje o New York Daily News. Grant, de 45 anos, atuou em muitos filmes de Hollywood. Despontou no cinema com Quatro Casamentos e um Funeral, em 1994. E seguiu destacando-se em comédias românticas como O Diário de Bridget Jones (2001) e Simplesmente Amor (2003).O paparazzo atingido não foi identificado. O porta-voz do jornal, Ken Frydman, que acompanhava Grant no passeio, disse: "Hugh Grant estava com a cabeça abaixada, mexendo no celular, quando o jovem fotógrafo começou a tirar fotos do ator com sua câmera". A resposta de Hugh foi imediata. Ele apontou o celular - que possui câmara - para o fotógrafo, perguntando: "Você gosta disso, colega?", e em seguida o xingou e atacou com a pasta que carregava. "O fotógrafo sorriu para o ator com satisfação e disse ´eu não sei porque você está tão furioso com isso´", contou Ken Frydman. Grant respondeu que estava se sentindo invadido. "Esse é o meu último aviso", completou o ator. O fotógrafo continuou sorrindo com ironia e foi quando Hugh o atacou. Ken tentou acalmar os ânimos pedindo para o fotógrafo que deixasse Hugh em paz e alertando Hugh sobre a possibilidade de ser processado caso continuasse golpeando o paparazzo desconhecido.Grant foi protagonista de outro grande escândalo. Pouco depois de filmar Razão e Sensibilidade, um dos grandes filmes de Ang Lee, baseado em romance da escritora britânica Jane Austen, em 1995, o ator foi preso próximo ao Sunset Boulevard em Hollywood, fazendo sexo oral com uma prostituta, Divine Brown, dentro de um carro. Na época ele era noivo há muitos anos da atriz Elizabeth Hurley, com quem esteve no Brasil.A informação veio do site FemaleFirst.com.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.