Hood garante festa na África do Sul pelo Oscar de Tsotsi

Em seu estado natural, o sul-africano Gavin Hood já é um homem acelerado, disparando comentários e emendando frases e pensamentos. Depois de vencer o Oscar de melhor filme estrangeiro por Tsotsi, seus batimentos aumentaram. ?Vocês não podem imaginar a importância desse prêmio?, disse, na entrevista coletiva. ?Meu país teve duas indicações a esse Oscar e agora vencemos com Tsotsi. Já é de madrugada lá, mas tenho certeza que estão fazendo muita festa. É como torcida de futebol, algo muito apaixonado.? Hood reconhece que enfrenta uma situação confortável na África do Sul. ?Ao contrário do resto do continente, temos condições de realizar até 12 filmes por ano. E contamos com a alegria do povo em contar histórias. Somos bons narradores, temos muito prazer nisso e o futuro do cinema, acredito, está na escolha de temas universais.?

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.