Hollywood se torna alternativa para setor imobiliário londrino

Hollywood está ajudando os empreendedores imobiliários de Londres a enfrentarem a crise econômica, transformando escritórios vazios em locações para filmes, o que garante dinheiro e publicidade a proprietários imobiliários assombrados pelo fantasma da vacância.

TOM BILL, REUTERS

28 de fevereiro de 2012 | 12h02

Além de filmes e programas de TV, os empreendedores imobiliários cada vez mais abrem suas portas para eventos como a Semana de Moda de Londres ou para lojas temporárias de empresas da Internet, como Amazon, eBay e Google.

Outros pretendem faturar com a demanda de equipes de filmagem que precisam de coberturas para fazer imagens panorâmicas da cidade por ocasião da Olimpíada e do jubileu de 60 anos do reinado de Elizabeth 2ª.

"Tem havido uma enorme mudança na forma como os senhorios lidam com espaços vazios desde a crise financeira", disse Mark Hughes-Webb, diretor-gerente da consultoria Space-2, especializada em espaços para eventos e filmagens. "Eles estão mais focados no fluxo de caixa, já que os acionistas querem saber que seu patrimônio está sendo trabalhado."

Isso ocorre porque a demanda por escritórios sofreu uma forte contração em decorrência da crise econômica. Cinco arranha-céus que estão em diferentes etapas de construção no centro de Londres garantiram no total apenas uma venda até agora.

A taxa de vacância no principal bairro financeiro de Londres estava em 7 por cento em janeiro, o dobro do que era registrado no final de 2007, última vez em que o mercado havia atingido o fundo do poço, segundo dados da consultoria imobiliária CBRE. Já o movimento da Space-2 quase dobrou no mesmo período..

Tudo o que sabemos sobre:
FILMELONDRESIMOBILIARIO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.