Hollywood especula sobre futuro de Downey Jr.

A carreira de Robert Downey Jr. volta a ficar incerta. O ator que concorreu ao Oscar por Chaplin, em 1992, foi preso no fim de semana passado sob acusação de porte de cocaína - apenas três meses depois de ser libertado de uma sentença de quase um ano. Depois de fazer uma bem recebida participação especial no seriado Ally McBeal, ele tinha vários projetos engatilhados para os próximos meses. Hollywood agora entra em compasso de espera para ver o que o futuro reserva ao ator.O problema recorrente de Downey Jr. com as drogas ameaça cada vez mais o que já foi uma promissora carreira no cinema e na TV. Quando saiu da prisão, nomes como Robert Altman (com quem ele trabalhou em The Gingerbread Man) e James Toback (com quem o ator fez Two Girls and a Guy e Black and White) ofereceram apoio e, em poucas semanas, ele estava trabalhando no set de Ally McBeal.Sua participação no seriado, programada inicialmente para dez episódios (oito já foram rodados), vem sido elogiada e, esta semana, por conta da publicidade da nova prisão, resultou em ótimos índices de audiência para o programa. A rede de TV Fox comunicou à imprensa na segunda-feira que tem interesse em continuar trabalhando com Downey Jr., mas que ainda não há um acordo financeiro.Nos próximos tempos, ele deveria entrar para o elenco do filme America´s Sweetheart, ao lado de Julia Roberts, Billy Crystal e Catherine Zeta-Jones. No verão, ele iria ser dirigido por Mel Gibson em uma versão para teatro de Hamlet, em Los Angeles. Atualmente, o ator está nos cinemas americanos graças ao relançamento de Garotos Incríveis, de Curtis Hanson.Antes do dia 27 de dezembro é difícil saber o que vai acontecer com a carreira de Downey Jr. Esta é a data do próximo encontro dele com o juiz, para explicar o que estava fazendo com cinco gramas de cocaína em um quarto de hotel na Califórnia na semana passada. Embora o advogado do ator esteja alegando que ele não estivesse mais sob liberdade condicional (pelo fato da corte ter negado um pedido de revisão da pena por parte da promotoria, na semana passada), ele pode ser condenado a até seis anos de prisão."Ele é um viciado em processo de recuperação", diz o porta-voz dele. "Viciados têm recaídas. Ele está tentando trabalhar duro para se livrar da doença." Downey Jr. voltou para o set de Ally McBeal na terça-feira para concluir os trabalhos de sua participação especial e está em um novo programa para viciados.Enquanto a indústria de Hollywood parece continuar tendo paciência com o problema do ator, a Justiça da Califórnia dificilmente deve deixar de usar o caso para dar bom exemplo. Mesmo que consiga ficar em liberdade logo, ele deve voltar a ter de se submeter a testes diários de sangue e urina para provar que está deixando o vício de lado, o que complica as negociações de apólices de seguro para trabalhos no cinema. Isso, é claro, se ele conseguir evitar outras recaídas nos próximos tempos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.