Hollywood domina 61.º Festival de Veneza

Os organizadores do 61.º Festival de Cinema de Veneza estão se esforçando para elevar o nível do festival, exibindo apenas filmes de alto nível, disse o diretor do evento hoje, ao divulgar a relação dos concorrentes ao Leão de Ouro e a lista dos filmes que serão exibidos fora da competição. No festival deste ano serão projetados 71 filmes de longa-metragem, menos do que em anos anteriores. A maior parte será de filmes americanos e europeus. Marco Mueller, o diretor do festival, disse que quer trazer os maiores filmes do ano para Veneza sem ficar obrigado a escolher um certo número de filmes de todas as regiões do mundo. "Não há necessidade de se olhar para o mapa e sentir que precisamos ter filmes das diferentes partes do mundo", ele disse. "Temos uma seleção mais compacta este ano, menor e mais ágil" disse Mueller em coletiva de imprensa em Roma. Mueller, um produtor italiano que antes dirigia pequenos festivais na Itália e no exterior, assumiu o de Veneza depois com a desistência no início do ano de Moritz de Haldeln, da Suíça, que ficou dois anos à frente do evento. O festival começa em 1.º de setembro com o novo filme de Steven Spielberg, O Terminal, estrelado por Tom Hanks e Catherine Zeta-Jones, e vai até 11 de setembro. Ambos Spielberg e Hanks estarão em Veneza para apresentar o filme. O festival será dividido e, diversas seções, com 21 filmes competindo pelo seu maior prêmio, o Leão de Ouro. Além disso, haverá competições para filmes de novos diretores, um para filmes voltados para o público jovem e um para filmes digitais. Entre os filmes que concorrem ao Leão de Ouro, estão Birth, de Jonathan Glazer, estrelado por Nicole Kidman, Vaidade, de Mira Nair, com Reese Witherspoon, Mar Adentro, de Alejandro Amenabar, com o ator espanhol Javier Bardem, e Land of Plenty, do alemão Wim Wenders. O júri será presidido pelo diretor britânico John Boorman e incluirá Spike Lee e a atriz de Encontros e Desencontros, Scarlett Johansson.Muitos filmes de alto nível serão exibidos fora de competição, como O Terminal, She Hate Me, de Spike Lee com Monica Bellucci e Woody Harrelson, e O Quinto Império, do veterano diretor português Manoel de Oliveira, que, junto com o co-diretor de Cantando na Chuva, Stanley Donen, vai receber o prêmio honorário por toda a sua obra. Animações também terão espaço em Veneza. Howl´s Moving Castle do diretor japonês Hayao Miyazaki, vai competir pelo Leão de Ouro, e Shark Tale, de Victoria Jenson e Bibo Bergeron, será exibido na principal praça de Veneza.Para levar os espectadores à atmosfera completa da cidade, haverá a adaptação de Michal Radford para a peça de Shakespeare O Mercador de Veneza, que se passa no século 16 e terá um elenco formado por Al Pacino, Jeremy Irons e Joseph Fiennes. (Visite o site do Festival de Veneza).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.