AP Photo/Damian Dovarganes
AP Photo/Damian Dovarganes

Hollywood critica Sony por cancelar estreia de 'A Entrevista'

Redes de cinema também não foram poupadas; fonte do governo dos EUA diz que Coreia do Norte está por trás do ciberataque

PIYA SINHA-ROY, REUTERS

18 Dezembro 2014 | 10h50

Cineastas e atores de Hollywood expressaram indignação nesta quarta-feira, 17, após a Sony Pictures ter cancelado o lançamento da comédia A Entrevista, que faz paródia com a Coreia do Norte, por causa de ameaças feitas por hackers que recentemente lançaram um grande ciberataque contra a companhia.

Os atores Ben Stiller, Steve Carell, Rob Lowe, o apresentador Jimmy Kimmel e o cineasta Judd Apatow, todos amigos dos atores principais de A Entrevista, Seth Rogen e James Franco, criticaram a decisão tomada pelas redes de cinema e pela Sony.

Lowe, que faz uma ponta no filme, tuitou: “Nossa. Todo mudo cedeu. Os hackers venceram. Uma vitória total e completa para eles".

O filme satírico conta a história de um apresentador de TV (Franco) e seu produtor (Rogen) que conseguem uma entrevista com o líder norte-coreano, Kim Jong Un, e são recrutados pela CIA para assassiná-lo.

A Sony Pictures cancelou o lançamento do filme, em 25 de dezembro, depois que grandes redes de cinema dos EUA decidiram adiar as exibições por questões de segurança. Os hackers forçaram uma mudança de planos sem precedentes em um grande lançamento de filme.

Kimmel, pelo Twitter, chamou a decisão de “um ato antiamericano de covardia que valida ações terroristas e estabelece um terrível precedente”.

Stiller, que dirigiu e estrelou a comédia Zoolander, de 2001, sobre um modelo que passa por uma lavagem cerebral para assassinar um fictício primeiro-ministro da Malásia, classificou o cancelamento de A Entrevista como uma “ameaça à liberdade de expressão”.

Carell, que dividiu a tela com Rogen em diversas comédias, disse que é “um dia triste para a expressão criativa”.

Tanto Carell quanto Stiller tuitaram fotos de Charlie Chaplin interpretando sua paródia sobre Adolf Hitler, O Grande Ditador, de 1940.

Franco e Rogen, que dirigiram, produziram e escreveram A Entrevista com o parceiro de filmes Evan Goldberg, não fizeram pronunciamentos públicos na quarta-feira.

Uma fonte do governo dos EUA disse que investigadores haviam determinado que a Coreia do Norte estava por trás do ciberataque do mês passado contra a Sony, vazando documentos e alcançando as manchetes mundiais.

Mais conteúdo sobre:
Sony Hackers A Entrevista

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.