'High School Band' mostra amigos na escola, diversão e música

Longa traz universo da high school americana, que os adolescentes brasileiros estão cansados de conhecer

REUTERS

10 de setembro de 2009 | 13h04

Longa traz uma garota descolada, uma tímida, e um amigo em comum. Foto: Divulgação

 

SÃO PAULO - High School Band, que estreia apenas em cópias dubladas em todo o país nesta sexta-feira, tem mais qualidades do que leva a crer seu título. Contra a vontade dos distribuidores, existem poucas semelhanças com os filmes e a série de televisão High School Musical.

 

Veja também:

 

trailer Trailer de "High School Band"

 

Na verdade, High School Band é muito superior a qualquer um dos episódios da produção da Disney e merecia sobreviver sozinho sem precisar parecer um subproduto do mundo de Mickey Mouse. 

 

As semelhanças ficam mais por conta da presença de Vanessa Hudgens, protagonista de HSM, mas ela aparece relativamente pouco, deixando espaço para dois atores realmente de talento, Aly Michalka e Gaelan Connell ("Chocolate"), e o mesmo cenário escolar. O universo é o da high school norte-americana, que os adolescentes brasileiros estão cansados de conhecer e de saber como funciona.

Connell é Will Burton, um garoto meio "nerd" que com sua mãe, Karen (Lisa Kudrow, a Phoebe, da série Friends), muda-se para uma nova cidade e escola, onde não se dá ao trabalho de se adaptar ou fazer amigos. A verdade é que o rapaz nunca foi muito de se enturmar, prefere ficar ouvindo seu iPod e enviar e-mails diários para David Bowie, embora o astro do rock jamais tenha respondido algum.

É um universo explorado à exaustão pelo cinema norte-americano e por isso é tão familiar e previsível. Will ficará amigo de Charlotte (Aly), a garota mais descolada da escola, que desistiu da popularidade sabe-se lá porquê. E também de Sa5m (Vanessa) - realmente, o "5" no meio do nome dela não serve para absolutamente nada - uma garota tão isolada quanto ele e que não pensa em fazer amigos.

Josh A. Cagan e o diretor do filme, Todd Graff, fizeram direitinho a lição de casa quando escreveram o roteiro e tudo aquilo que se espera do gênero high school está na tela.

Will ficará em dúvida se gosta de Sa5m ou Charlotte - mas esta tem um ex-namorado esnobe (Scott Porter). Ele, aliás, é o líder e vocalista da banda da escola que, no ano anterior, participou de um concurso, chamado Bandslam. Mas Will irá montar sua própria banda de nerds e a inscreverá na mesma competição.

Os membros da banda de Will entram em cena apenas como membros da banda de Will e não como personagens. Desprovidos de personalidade, densidade ou passado, eles só fazem tocar instrumentos e arriscar uma piada ou outra.

Ainda assim, High School Band sobrevive como algo minimamente sensível e honesto - em oposição ao bom-mocismo dos filmes Disney. Por mais estereotipados que os personagens sejam aqui, eles mantêm algo de humano.  (Por Alysson Oliveira, do Cineweb)

Tudo o que sabemos sobre:
FILMEESTREIAHIGHSCHOOL*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.