"Herói" é destaque na programação da Mostra

O épico de artes marciais Herói, de Zhang Yimou, cineasta expoente da chamada Quinta Geração do cinema chinês, que surgiu após a Revolução Cultural, é o destaque de hoje da 28.ª Mostra BR de Cinema, e será exibido às 23 horas no Unibanco Arteplex2. Yimou ficou conhecido no ocidente por suas crônicas sobre a China imperial e contemporânea, em filmes como Sorgo Vermelho (1987), Lanternas Vermelhas (1991) e A História de Qiu Jiu (1992). O cineasta também ganhou fama por ter boa parte de suas realizações proibidas pela censura de seu país. Mas esses tempos bicudos fazem parte do passado e ele está mais inserido do que nunca, tendo até assinado recentemente os comerciais das Olimpíadas de 2006, em Pequim.Yimou se inspirou nos romances de wuxia (artes marciais), que haviam sido proibidos durante a Revolução Cultural, e no filme O Rei e o Assassino (1989), de Chen Kaige, para criar a história de Herói. No século 3 antes de Cristo, o território onde hoje fica a China era dividido em sete reinos que viviam em guerras. No reino de Qin, ao Norte, o rei tirano que sonhava com a unificação de todas as cortes recebe um guerreiro sem nome (Jet Li) em seu castelo. Ele reclama a recompensa por ter derrotado os três grandes inimigos do seu reino, Espada Quebrada (Tony Leung), Neve Voadora (Maggie Cheung) e Lua (Zhang Ziyi). A audiência em que o guerreiro relata ao rei como matou seus oponentes e tenta convencê-lo a lhe dar o prêmio por seu feito é pontuada por uma série de flashbacks. À medida que o rei questiona o guerreiro, tentando pegá-lo em contradição, a história ganha novos rumos e revela novos pontos de vista - um recurso formulado por Akira Kurosawa em Rashomon. Yimou transforma essa narrativa em um painel multicolorido, no qual cada versão ganha uma cor correspondente à estação do ano em que se desenrola a ação. Um trabalho que enche os olhos e faz a imaginação voar junto com os personagens. Yimou gostou tanto do wuxia que já fez outro, O Clã das Adagas Voadoras, considerado melhor do que o primeiro, e que está na disputa de uma das vagas da categoria de melhor filme estrangeiro no Oscar do ano que vem.Serviço: Quiosque e lounge: Av. Paulista, 2.073, Conjunto Nacional, 3283-2179 / 3266-8518 / 3262-3596) Ingressos: Individuais:2ª a 5ª, R$ 11 (sexta, sáb. e dom., R$ 13)Pacotes: 20 ingressos, R$ 100; 40 ingressos, R$ 185 Salas: Centro Cultural São Paulo (110 lug.). R. Vergueiro, 1.000, Paraíso, 3277-3611, ramal 279 CEU Curuçá (450 lug.). Av. Marechal Tito, 3.400, Vila Curuçá, 6563-6145 Cine Olido (293 lug.). Av. São João, 473, Centro, 3334-0001 Cinearte 1 (420 lug.), 2 (150 lug.). Conjunto Nacional - Avenida Paulista, 2.073 - Cerqueira César - 11. 3285.3696 Cineclube Directv 1 (278 lug.); Sala 2 (169 lug.); Sala 3 (98 lug.). R. Augusta, 2530, Jd. Paulista, 3085-7684 Cinesesc (329 lug.). R. Augusta, 2.075, Jd. Paulista, 3064-1668 Espaço Unibanco 1 (273 lug.). R. Augusta, 1.475, 288-6780 Faap - Auditório 1 (300 lug.). R. Alagoas, 903, Higienópolis, 3662-7332 Metrô Santa Cruz (189 lug.). R. Domingos de Moraes, 2.564, 3471-8066 MIS - Auditório (171 lug.). Av. Europa, 158, Jd. Europa, 3088-0896 Morumbi 3 (246 lug.). Av. Roque Petroni Jr., 1.089, Morumbi, 5189-4556 Sala Cinemateca (105 lug.). Lgo. Senador Raul Cardoso, 207, 5084-2177 Sala UOL (271 lug.). R. Fradique Coutinho, 361, 5096-0585 Unibanco Arteplex 1 (268 lug.); 2 (234 lug.). Rua Frei Caneca, 569 / 3ª piso, 3472-2365 Vão Livre do Masp (aprox. 300 lug). Av. Paulista, 1.578, Cerqueira César, 3251-5644

Agencia Estado,

27 de outubro de 2004 | 11h53

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.