Herdeiro cobra indenização por "Titanic"

Jacques Comte Offenbach, um descendente do compositor francês Jacques Offenbach (1819-1880), pede aos produtores do filme Titanic mais de três milhões de euros pela utilização de fragmentos de sua música no filme, conforme informou seu advogado. Comte Offenbach só aspira a um "direito moral", já que 70 anos após a morte de um artista, sua obra fica livre do pagamento de direitos autorais, apesar de seu advogado, Christian Frémaux,considerar que por ter faturado muitos milhões com este filme a Century Fox deveria "remunerar" seu cliente.Fontes judiciais indicaram que a denúncia apresentada nos tribunais de Paris tem poucas chances de sucesso, pois os direitos do compositor já são de domínio público.O principal argumento do parente do compositor é que o nome de seu antepassado não figurava nos créditos do filme, apesar de fragmentos de suas composições terem sido usadas na cena que precede o famoso naufrágio.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.