"Heaven" abre 52.º Festival de Berlim

A sessão de gala de Heaven, do alemão Tom Tykwer, abriu oficialmente na tarde de hoje a 52.ª edição do Festival de Berlim. Falado parte em inglês, parte em italiano, o filme concretiza um roteiro inédito de Krzysztof Kieslowski, morto em 1996, aos 55 anos.O diretor de O Paciente Inglês, Anthony Minghella, ajudou a levar o roteiro de Kieslowski às telas. "Por um momento me senti tentado a dirigir o filme", contou hoje, em entrevista coletiva. "Depois fiquei com medo de não estar à altura."O filme narra a história de uma professora de inglês que busca vingança contra uma traficante que causou a morte de seu marido e também de alguns alunos seus. "É um filme incrivelmente intenso. Os personagens vivem uma grande comunhão", disse a australiana Cate Blanchett, de faz o papel da professora e está em Berlim para acompanhar a campanha do filme.A escolha do cineasta de Corra Lola Corra, para abrir o evento faz parte do esforço do novo diretor do evento, Dieter Kosslick, de dar mais espaço aos novos talentos de seu país. Há mais três alemães na seleção principal do evento, dando à Alemanha sua maior representatividade no festival em 25 anos.Popular - São 23 filmes na competição oficial do festival. Contando os eventos paralelos, porém, mais de 300 filmes terão sessão na capital alemã, incluindo longas e curtas brasileiros. O público total do evento deve ficar em 120 mil pessoas, o que faz do Festival de Berlim o mais popular entre as grandes mostras mundiais de cinema. No último ano, o vencedor do festival foi Intimidade, do francês Patrice Chereau.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.