Michael Sohn/ AP
Michael Sohn/ AP

Harvey Weinstein vai se apresentar à polícia nesta sexta-feira, diz jornal

Produtor vai falar com as autoridades em Nova York às 7 horas (horário local) sobre as acusações relacionadas a supostas condutas sexuais impróprias

O Estado de S.Paulo

24 Maio 2018 | 16h38

Harvey Weinstein vai se apresentar às autoridades policiais americanas nesta sexta-feira, 25, às 7 horas (horário local; 8 horas no Brasil), informou o jornal New York Daily News. Às 9 horas, o produtor vai ao tribunal, mas o indiciamento não vai ocorrer nesta sexta.

Ele vai responder às acusações relacionadas a supostas condutas sexuais impróprias, investigadas pelo promotor distrital de Manhattan e da polícia de Nova York.

O ex-produtor de cinema de Hollywood está enfrentando acusações em conexão com pelo menos uma acusadora - Lucia Evans - que relatou aos investigadores que Weinstein a forçou a fazer sexo oral nele em 2004, disseram fontes.

+ Cannes: 'Harvey Weinstein nunca mais será bem-vindo aqui', diz Asia Argento

Um grande júri especial também estava sendo apresentado com evidências relacionadas a possíveis fraudes financeiras contra Weinstein, mas não ficou claro se as acusações incluíam o tratamento incorreto de alegações.

+ Brad Pitt produzirá filme sobre escândalo Weinstein

O advogado de Weinstein, Benjamin Brafman, afirmou que promotores federais de Nova York iniciaram uma investigação criminal sobre o produtor, além de outra investigação previamente anunciada pelo Procurador Distrital de Manhattan.

Brafman disse, em declaração apresentada em 3 de maio no processo de falência da empresa de Weinstein, que ele havia sido avisado de que o produtor era o “alvo principal” da investigação conduzida pelo procurador.

+ 'New York Times' e 'New Yorker' dividem Pulitzer por revelar caso Weinstein

Há meses, a polícia de Nova York pede a prisão de Weinstein. "Recolhemos indícios suficientes," disse o chefe da divisão de detetives Robert Boyce, em março,  a uma emissora local da rede NBC, "mas depende do promotor de Manhattan levar o caso a um grande júri, um painel de jurados que que avalia o mérito de uma acusação a portas fechadas. O júri foi foi convocado na quarta-feira, 23.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.