Harry Potter pode morrer no último livro, diz J.K. Rowling

JK Rowling, autora da saga Harry Potter declarou que dois personagens vão morrer no sétimo e último livro da série, e sugeriu que Harry Potter pode ser um deles. Atualmente ela está escrevendo este último romance."Eu nunca planejei matá-lo (Harry Potter) antes porque sempre quis que a série tivesse sete livros", disse a escritora em entrevista ao programa de televisão Richard and Judy, nesta segunda-feira, em Londres."Eu consigo entender os autores que pensam ´bom, vou matar todos no fim, porque assim acabo com a possibilidade de qualquer outra pessoa trazer o personagem de volta quando eu morrer´", explicou J.K Rowling. A escritora disse que não quer se comprometer com a morte de Harry, portanto não quer receber e-mails revoltados dos fãs. "Ainda não terminei o último livro, mas eu escrevi o capítulo final em 1990, então sei exatamente como a série vai terminar". Muitas pessoas ficam chocadas quando ouvem a escritora dizer que escreveu o fim do livro antes mesmo de ter lançado o primeiro da saga. "O capítulo final está bem escondido, mas o livro vai sofrer algumas mudanças. Um capítulo foi suspenso temporariamente. A morte das duas pessoas, por exemplo, era algo que eu não previa", disse Rowling. "Um preço tem que ser pago. Estamos lidando aqui com o mal em sua mais pura forma", explicou ela. JK Rowling é uma das mulheres mais ricas do Reino Unido, com uma fortuna estimada pela revista Forbes em mais de US$ 1 bilhão. Ela revelou que lidar com a fama não é nada fácil. "Quando escrevi os três primeiros livros, eu me negava a aceitá-la, por isso me achavam antipática". Para sua filha de 12 anos, Jessica, também não é uma tarefa simples, contou ela. "Você pode imaginar...todas as crianças perguntando para ela na escola qual será o título do próximo livro". Seja qual for seu novo projeto, Rowling só tem certeza de uma coisa: não fará o mesmo sucesso que Harry Potter. "Eu acho que nunca vou criar algo como Harry novamente. Você só tem um Harry na vida".Série termina em livro, mas continua nas telasEnquanto alguns personagens morrem e J.K. Rowling põe o ponto final em sua série, o movimento continua nos cinemas. A Warner Bros. Pictures anunciou que o quinto filme da série chegará às telas em julho de 2007.Harry Potter e a Ordem da Fênix será dirigido por David Yates, e o roteiro será feito por Michael Goldenberg, substituindo Steve Kloves que trabalhou nos quatro primeiros filmes. Yates dirigiu mais para a TV do que para o cinema. Na telinha, assina filmes como The Girl in the Café, de 2005, e séries como The Sins, de 2000, e na telona, The Tichborne Claimant, de 1998, que não passou por aqui. Já o roteirista Goldenberg, também mais conhecido por seus trabalhos na televisão, e foi co-autor junto com o diretor P.J. Hogan, do roteiro de Peter Pan, de 2003.O jovem Harry, interpretado por Daniel Radcliffe, vai continuar sua batalha contra o vilão Lord Voldemort, cujo papel será novamente de Ralph Fiennes, e seguirá com seus amigos inseparáveis Hermione e Ron, representados por Emma Watson e Rupert Grint, como nos demais filmes. A atriz Imelda Staunton, indicada ao Oscar por O Segredo de Vera Drake, vai fazer o papel da maldosa Professora Dolores Umbridge, que dá aulas de Defesa contra as Artes das Trevas, e que tortura Harry. A atriz britânica Helena Bonham Carter, que atuou em A Noiva Cadáver, dirigido por seu marido Tim Burton, em 2005, será Bellatrix Lestrange, uma das mais fiéis seguidoras de Lord Voldemort.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.