Halle Berry confirma sua boa fase em Hollywood

Depois de anos a fio sendo chamada de "a próxima grande estrela de Hollywood", chegou, finalmente, a hora de Halle Berry. A atriz, que foi indicada ao Oscar por sua atuação em Monster´s Ball, ganhou o Urso de Prata no Festival Internacional de Cinema de Berlim, no fim de semana, e passa a ser a artista negra mais importante do cinema americano.Ela vai aparecer em duas megaproduções na virada de 2003: o 20º filme da série 007 e a continuação de X-Men. O sucesso é merecido, já que Berry passou mais de uma década tentando sefirmar como atriz e produtora em Hollywood.Quando recebeu a notícia sobre a indicação ao Oscar, em Londres, na semana passada, Berry, emocionada, dedicou o fato "a todas as mulheres negras dos Estados Unidos". Quando fala sobre seupersonagem em Monster´s Ball, uma mulher sofrida que assiste à execução do marido, ela diz que gostou do papel porque sabe "o que é ser uma mulher negra em um mundo tão cruel". Elarealmente conhece as dificuldades: a carreira que tinha tudo para deslanchar depois que ganhou o concurso de Miss Teen America, em 1986, ou quando foi aclamada pelo papel de uma drogada em Febre da Selva, de Spike Lee, em 1991, acabou sendo bem mais árdua do que o esperado.Berry, que está com 33 anos, foi inicialmente "adotada" pela indústria por conta da beleza. Depois de ser uma das finalistasdo concurso de Miss USA, participou de uma série de TV chamada Living Dolls. Com medo de não ser levada a sério, estudou artes cênicas e passou a fazer intensos laboratórios deinterpretação. Quando foi fazer o papel de uma viciada em crack em Febre da Selva, chegou a ficar vários dias sem tomar banho, para viver a realidade da personagem. Foi aclamada pelacrítica e declarada um dos mais promissores talentos do cinema independente e adotada por cineastas negros.A escolha dos trabalhos seguintes não foi das mais felizes. Os elogios garantiram um papel de destaque ao lado de Eddie Murphy no filme Boomerang, que ficou longe de repetir o sucesso de produções anteriores do humorista. Em 1994, ela participou de Os Flintstones, mas ainda não chegou a ser reconhecida pelogrande público, e o dramalhão Losing Isaiah, de 1995, em que contracenou com Jessica Lange, também não ajudou.Em 1996, um barulhento divórcio do jogador de baseball David Justice e um acidente de carro em que ela não prestou assistência à vítima levaram Berry à sua fase mais difícil, com direito a várias aparições nos tribunais. Para complicar, ela resolveu produzir para o canal por assinatura HBO um filme sobre a atriz de cinema Dorothy Dandridge, considerada "a Marilyn Monroe negra". A produção teve inúmeros problemas: o orçamentoestourou e ela teve de abdicar do próprio salário para finalizar o projeto. O resultado foi um bom filme, mas que também não chegou a garantir uma nova fase à atriz, apesar de vencer prêmios como o Emmy e o Globo de Ouro pelo papel.Politicamente Incorreto, dirigido e estrelado por Warren Beatty em 1998, rendeu mais alguns elogios e garantiu o lugar da atriz na elite de Hollywood, mas ainda faltava um sucesso. Foi X-Men, no qual ela fez o papel da mutante Storm, que controla o clima. O papel rendeu finalmente a "carteirinha deaprovação". Berry passou a ser considerada uma celebridade de Hollywood.A indicação ao Oscar e a participação em 007 devem igualmente confirmar seu caráter de estrela. Monster´s Ball, uma produção despretensiosa e dramática, vem chamando atenção também por conta das participações de Billy Bob Thornton e Sean "Puff Daddy" Combs. O próximo filme de James Bond ganha atenção especial por marcar os 40 anos da série e por trazer a possívelúltima participação de Pierce Brosnan - e, possivelmente, uma música-tema cantada por Madonna.As chances de Berry levar o Oscar para a casa não são muito grandes. Ela concorre com Judi Dench (por Iris); Nicole Kidman (porMoulin Rouge); Sissy Spacek (Entre Quatro Paredes); e Renée Zelwegger(O Diário de Bridget Jones). De qualquermaneira, a indicação já garante uma nova fase para a vida profissional da atriz.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.