Guy Ritchie fala em Londres de seu filme 'RockNRolla'

Nova produção do marido de Madonna traz galã escocês Gerard Butler e ator inglês Toby Kebbell

Flávia Guerra, de O Estado de S. Paulo,

08 de setembro de 2001 | 18h28

Guy Ritchie, mais conhecido por muitos como o marido da Madonna, reservou a manhã desta segunda-feira, 1, para falar de sua mais nova preocupação: a especulação imobiliária em Londres. Brincadeiras à parte, o diretor inglês recebeu a imprensa mundial em Londres para falar sobre seu mais novo filme: RockNRolla. Ritchie (centro) participa de coletiva em Londres. Foto: Flávia Guerra/AE Estrelado pelo galã escocês Gerard Butler e pelo ator inglês Toby Kebbell (estrela de Control, a cinebiografia de Ian Curtis, ídolo do Joy Division, premiado na Quinzena dos Realizadores de Cannes), o filme pode ser classificado como um passo a mais no caminho que Ritchie vem traçando pelo submundo londrino. Depois de levar para as telas o universo cockney em Snatch e em Jogos, Trapacas e Dois Canos Fumegantes, agora o diretor retrata os magnatas que fazem a explosão imobiliária londrina ser muito mais 'interessante' do que os classificados costumam aparentar.  Ou seja, quem é o empresário que tem 7 milhões de euros para comprar uma antiga propriedade abandonada na periferia de Londres e transformá-la no mais novo 'point' da "Londres moderna e contemporânea'? Um mafioso russo, é claro. Qualquer semelhança com Boris Abramovich (o todo poderoso do Chelsea) é mera coincidência. Ou não.  Questionado sobre o que acha do crescimento vertiginoso por que Londres tem passado (que promete só aumentar com o fato da capital inglesa ser a próxima sede das próximas Olimpíadas) e sobre o que acha do aumento de imigrantes em sua cidade natal, Ritchie respondeu politicamente: "Eu acho ótimo. Adoro os russos. Adoro os imigrantes. E acho que Londres só tem a ganhar com esta diversidade toda. Mafiosos e criminosos existem em todas as culturas. Empreendedores também." Provocado por um jornalista, que perguntou a ele se por acaso conhecia "um tal de Ambramovich", saiu pela tangente: "Não. Já ouvi falar, mas não conheço. Espero conhecer em breve. Mas o empresário do filme (que, veja só, recebe o também poderoso, mafioso e milionário parceiro inglês (vivido pelo ator Mark Strong) para fechar um negocio em um fictício estádio (no caso, Wembley) não tem nada a ver com ele."  A platéia inglesa finge que acredita. A brasileira poderá conferir em breve a nova produção, que estréia na Inglaterra nesta sexta, 5.

Tudo o que sabemos sobre:
Guy RitchieMadonna

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.