Guarda-costas acusa Liza Minnelli de sexo forçado

O antigo guarda-costas de Liza Minnelli reclama que a atriz ganhadora de um Oscar o obrigou a fazer sexo com ela sob pena de perder seu emprego, segundo documentos recentes revelados pela Corte. As alegações são detalhadas no processo de US$ 100 milhões movido pelo ex-guarda-costas M}Hammed Soumayah contra a atriz. Os advogados de Liza não quiseram comentar o assunto ontem. Mas em um dos documentos revelados pela Corte, um deles disse que Soumaiah "começou a ação com mentiras e informações falsas", e acusou o ex-guarda-costas de extorquir a atriz. No processo, Soumayah, 56 anos, acusa Liza de agressão, quebra de contrato, retenção de pagamentos pelos serviços prestados e abuso sexual.Apesar de ter decidido arquivar o processo em 30 de setembro, a juíza Barbara Kapnick, da Suprema Corte do Estado de Manhattan, ordenou sua reabertura na terça-feira, depois da apelação dos advogados de Liza. Ainda na terça-feira, Liza, 58 anos, iniciou um processo de US$ 250 mil contra Sumayah, alegando quebra de contrato e de direito fiduciário. As duas páginas do processo não contêm detalhes.Nas páginas do processo recentemente reaberto, Soumayah, casado e pai de dois filhos, disse que começou a trabalhar para Liza em 1994 e recebia US$ 238 mil por ano. De acordo com os documentos do processo, enquanto prestava serviços à atriz, Soumayah foi forçado a fazer sexo com ela. "Após diversas tentativas de Liza para convencer Soumayah a manter relações sexuais, ele eventualmente sucumbia aos apelos", dizem os documentos.Ele também alega que muitas vezes apanhou de Liza. Segundo os documentos, "temendo perder seu lucrativo emprego, ele tolerou dolorosamente os ataques violentos de Liza, sem reclamar para ninguém". Os documentos do processo de Soumayah dizem que, diante da ameaça de demissão, assinou um acordo confidencial em 2003. Ele disse que o acordo era válido somente enquanto ele estivesse trabalhando para a atriz.No depoimento em que Liza explicou o acordo, ela disse: "Eu não sou ingrata por ser uma celebridade. Mas acho que mereço, como todos, algum direito à privacidade". O depoimento, que foi feito na esperança de que o processo do guarda-costas continuasse arquivado, ela pediu à Juíza para "reforçar o acordo e protegê-la de um escândalo, que está sendo claramente usado para constrangê-la".O ex-marido de Liza, David Gest, também iniciou um processo de US$ 10 milhões contra a atriz por agressão. Liza está processando o ex-marido por ter sido supostamente roubada em US$ 2 milhões. Ambos estão se processando pelo divórcio.

Agencia Estado,

11 de novembro de 2004 | 18h32

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.